RS: agricultores da região de Santa Rosa são beneficiados com construção de viveiros para piscicultura
CI
Imagem: Divulgação
PECUÁRIA

RS: agricultores da região de Santa Rosa são beneficiados com construção de viveiros para piscicultura

Foram iniciadas nesta semana as obras do DDAPA
Por:

Foram iniciadas nesta semana as obras do Programa Integrado de Pesca e Aquicultura, coordenado pelo Departamento de Desenvolvimento Agrário, Pesqueiro, Aquícola, Indígenas e Quilombolas (DDAPA) da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), que deve beneficiar inicialmente agricultores de três municípios da região de Santa Rosa, com a construção de viveiros destinados à piscicultura. Os projetos técnicos foram elaborados pela Emater/RS-Ascar e, a partir de termo de cooperação firmado entre Seapdr e Prefeituras, são cedidas horas-máquina aos agricultores para a escavação de tanques/açudes em suas propriedades.

Conforme dados da Emater/RS-Ascar, o Estado produz mais de 50 mil toneladas de pescados de cultivo em açudes e tanques escavados e há um importante potencial para ampliação. Estima-se que de 15 a 20 mil toneladas sejam comercializados anualmente, já que a piscicultura gaúcha é baseada, principalmente no cultivo de carpas em sistemas extensivos, em ciclos de três a quatro anos. O programa, que visa estimular a diversificação de renda por meio da atividade de piscicultura em tanques escavados no Estado, deve contemplar municípios das regiões de Frederico Westphalen, Ijuí, Lajeado, Pelotas e Santa Rosa.

O primeiro açude do Programa construído na região de Santa Rosa é na propriedade de Plínio Frank, em São Paulo das Missões, sendo iniciada a obra na terça-feira (25/08) e, depois do período de chuvas, continuada nesta sexta-feira (27/08). O tempo médio estimado de trabalho por produtor é de 20 horas. O extensionista da Emater/RS-Ascar Júnior Kessler, que acompanha a escavação, explica que após a construção dos viveiros a recomendação é que estes fiquem vazios (sem água) por um período de seis meses para garantir a cura das taipas (aterro). Posteriormente será liberada a colocação de água para a criação de peixes.

Além do projeto técnico e acompanhamento das obras dos 10 açudes no município, o extensionista explica que a assistência da Emater/RS-Ascar continuará, em parceria com a Secretaria Municipal da Agricultura e com a Seapdr, por meio da oferta de cursos, dia de campo e visitas, com vistas a garantir maior produtividade para autoconsumo da família e a lucratividade da atividade nas propriedades através da comercialização.

Demais municípios beneficiados

Os próximos municípios a serem contemplados com as obras, inseridas no lote 6, são Giruá e Novo Machado. Com a iminência do início das atividades nos municípios, o gerente regional da Emater/RS-Ascar José Vanderlei Waschburger, o coordenador regional da Seapdr Felipe Weiler e as equipes municipais visitaram as prefeituras para apresentar esclarecimentos em relação ao andamento do programa.

No dia 20/08, a reunião ocorreu em Giruá com o prefeito Ruben Weimer e lideranças municipais. Participaram também os técnicos da Emater/RS-Ascar Charles Fernantes e Sílvio Szeracki, o vice-prefeito Darli Taborda, o presidente do Conselho Agropecuário Airton Beutinger, o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Luiz Fernando Desbessel, o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente Pedro Nirton Duarte, o assessor da Câmara de Vereadores Luciano Lopez e o ex-extensionista rural do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar José Claudio Lourega Reis, que contribuiu antes de sua adesão ao Programa de Desligamento Incentivado (PDI) da Instituição com a elaboração de projetos técnicos. Os açudes serão construídos na propriedade de 10 produtores em nove localidades do município.

Já no dia 26/08, Waschburger e Weiler estiveram em visita a Novo Machado, onde foram recebidos pelo prefeito Antônio Savela, vice-prefeito Zezinho e a extensionista da Emater/RS-Ascar Giselda Botton da Costa. Na oportunidade, a administração municipal destacou a satisfação em contribuir com mais uma forma de incrementar o orçamento familiar e a qualidade de vida dos produtores beneficiários.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.