RS: orientador agrícola: a ligação entre empresas e produtores
CI
Imagem: Marcel Oliveira
AGRICULTURA

RS: orientador agrícola: a ligação entre empresas e produtores

O trabalho do orientador agrícola é de suma importância tanto para as tabacaleiras quanto para os produtores
Por:

O trabalho desempenhado pelo orientador agrícola é de suma importância tanto para as tabacaleiras quanto para os produtores. Um dos principais objetivos é dar todo o suporte que o agricultor precisa desde o plantio até a comercialização do tabaco.

Filho de produtores, Hildor Henrique Jaeger, 54 anos começou a carreira após concluir o curso de técnico Agrícola em 1985, na Escola Agrotécnica Federal Bento Gonçalves. Após passar por diferentes empresas, inclusive por alguns períodos desempenhando outras funções, atua na Tabacos Marasca desde 2012 como orientador agrícola.

Hoje, atende mais de 170 produtores de diferentes localidades de Venâncio, Mato Leitão e General Câmara. “O trabalho do orientador dura todo o ano, com a média de oito visitas por dia, além do contato por telefone. Acompanhamos todo o processo de produção”, afirma.

São muitas as atribuições do profissional. O foco principal é o contato com os produtores, suporte para qualquer dúvida quanto à produção e encaminhamento para a comercialização após a colheita para a empresa. Além disso, muitas vezes o profissional é a única pessoa fora do meio familiar que o agricultor tem para conversar. “Acabamos ouvindo muita coisa, as pessoas desabafam tanto de problemas com a lavoura como questões familiares, é um apoio que eles têm de alguém de fora”, complementa Jaeger.

PARCERIA

Os produtores Vera Lúcia Stahl, 65 anos, e Júlio Sérgio Stahl, 40, plantaram 35 mil pés de tabaco nesta safra. A produção total é de 450 arrobas aproximadamente, tudo comercializado para a Tabacos Marasca.

Produtora há mais de 40 anos, Vera vende para a empresa há pelo menos 10 anos. Uma das mudanças desta safra é a falta de exigência de manocar as folhas – separar em pequenas porções. Devido à falta de mão de obra nas lavouras e à necessidade de entrega das produções imediata às empresas, foi estipulado que não seria necessária a separação, pois é feita na empresa para clientes que exijam essa prática na entrega. “Eu até achei estranho, mas para nós é bom, pois é menos serviço. Eu gosto muito da lida no fumo”, afirma.

Frentes de trabalho do orientador agrícola

  • Produção de mudas
  • Instalação e condução da lavoura
  • Colheita e cura do tabaco
  • Armazenagem, classificação e enfardamento do tabaco
  • Trabalho infantil e adolescente
  • Conhecimentos administrativos
  • Segurança no trabalho e meio rural
  • Assinatura e entrega de documentos
  • Reflorestamento e meio ambiente

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.