RS: Sartori lamenta mortes e prevê dificuldade na safra e no transporte com chuvas
CI
Agronegócio

RS: Sartori lamenta mortes e prevê dificuldade na safra e no transporte com chuvas

Governador do Estado esteve reunido com ministro da Integração Nacional
Por:
O governador do Estado, José Ivo Sartori, esteve reunido nesta quinta-feira com o ministro da Integração Nacional, Carlos Vieira, em busca de apoio do governo federal para a situação dramática que o Rio Grande do Sul enfrenta devido às chuvas. O governador deixou claro que "o primeiro momento é para olhar para as pessoas e para a vida delas". Ele lamentou a morte de três pessoas em razão das enchentes, referindo-se aos casos de Porto Alegre e Rio Pardo, e demonstrou sua solidariedade às famílias.

Sartori lembrou que "haverá prejuízos na colheita de trigo, por causa da chuva; problemas no plantio da soja e do arroz, que já deveria estar começando; e na plantação de fumo, em razão do granizo. Além das dificuldades do transporte de aves, leite, combustível", destacou. O governo nem contabilizou ainda a produção de frutas que foi afetada pela geada.

Sartori acredita que o número de cidades atingidas pelas chuvas deve ultrapassar 70 nesta quinta-feira. O governador informou que pelo menos 500 mil pontos foram afetados pela falta de energia elétrica, mas ele projetou que o abastecimento de luz e água deveria ser retomado no final da tarde. À tarde haveria reunião na Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) para conversar com prefeitos.

O governador agradeceu ao ministro por ter vindo a Porto Alegre e pediu sua interferência junto ao governo federal. À tarde, Vieira faria um sobrevoo para avaliar os danos no Estado. O ministro Carlos Vieira disse que é preciso unir forças nas esferas de governo com objetivo de mitigar a situação pela qual passa a população do RS. Ele reconheceu as dificuldades financeiras do Estado e os problemas climáticos enfrentados pelo Rio Grande do Sul. Vieira disse que a União apoia as ações do governo estadual e lembrou que o governo federal reconheceu os pedidos de situação de emergência.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.