RS cria comissão contra javalis
CI
Imagem: Pixabay
CONTROLE

RS cria comissão contra javalis

Grup criou a Comissão dos Controladores de Javalis e Suídeos Asselvajados
Por: -Eliza Maliszewski

O javali é uma espécie invasora capaz de causar grandes danos ao agronegócio, ao meio ambiente e até à saúde porque são vetores da peste suína e outras doenças como aftosa, brucelose e tuberculose. No Rio Grande do Sul produtores estão preocupados justamente pela retirada da vacinação contra aftosa e na espera de avançar de status junto à Organização Mundial de Saúde (OIE). Uma das ações de combate é  caça controlada.

Esses caçadores procuraram a Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (ACSURS) dizendo enfrentar dificuldades para realização desta prática.  A entidade resolver criar a Comissão dos Controladores de Javalis e Suídeos Asselvajados para auxiliar nessas questões. 

Entre as dificuldades estaria o alto rigor e a falta de conhecimento da Legislação por parte de quem fiscaliza. "Exemplo disso é o fato ocorrido recentemente no município de Muitos Capões. Um grupo de caçadores foi autuado porque quem realizava a fiscalização considerou que os cães que participavam da caçada estavam passando por maus tratos, e também porque alguns deles estavam sem coletes”, comentou o médico veterinário Leonardo Tedesco, praticante da caça ao javali.

Além disso a burocracia em se obter o Certificado de Registro (CR) e a falta de cursos de capacitação em mais regiões do interior do estado foram outras dificuldades citadas. “Além disso, o caçador tem a obrigatoriedade de realizar a coleta de sangue do animal abatido, caso contrário, não pode transportar a carne”, destacou Tedesco.

O grupo também discutiu a falta de um site com informações sobre onde os animais estão sendo avistados, em quais quantidades e quantos são abatidos em cada região; a exigência do Cadastro Ambiental Rural para se fazer o cadastro no Ibama (CAR); as autorizações de caça concedidas pelo Ibama que tem validade curta, de apenas 3 meses; e a conscientização por parte dos proprietários das fazendas em permitir o acesso aos caçadores.

A comissão é integrada pelo presidente da Acsurs, Valdecir Luis Folador; o diretor executivo, Fernando Gimenez; e os médicos-veterinários Leonardo Tedesco, Emerson Friedrich, Jean Marcelo Fontana, Marco Aurélio Gallina e Luiz Gustavo Goulart Nasciment

Está prevista para ocorrer, nos próximos dias, com data a ser confirmada, uma audiência pública na Assembleia Legislativa para discutir medidas de controle do javali no estado. 
               
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink