Soja

RTRS é uma das ferramentas da Estratégia PCI para fomentar a soja responsável no Mato Grosso

O estado possui mais de 70 fazendas certificadas, o que representa 1.200.000 toneladas de soja
Por:
85 acessos

A missão da Associação Internacional de Soja Responsável (RTRS) é facilitar a produção, o processamento e a comercialização responsável da soja em nível global. Alinhada a esse posicionamento, a entidade foi aprovada para ser uma das integrantes do Comitê Estadual da Estratégia PCI (Produzir, Conservar e Incluir).

O objetivo da Estratégia PCI é unir esforços públicos e privados e atrair investimentos para o Mato Grosso com o propósito de expandir a eficiência da produção agropecuária e florestal, conservar os remanescentes de vegetação nativa e recompor os passivos ambientais, além da inclusão socioeconômica da agricultura familiar e redução de emissões e sequestro de carbono.

Lançada durante a Convenção do Clima (COP 21), a estratégia surgiu de uma construção coletiva e participativa envolvendo diferentes secretarias do Mato Grosso, representantes de organizações não governamentais, empresas privadas e entidades representativas de setores da economia do Estado.

“Dois dos grandes objetivos da PCI são atrair investimentos e ampliar mercados para o Mato Grosso. A RTRS conecta os produtores com o mercado internacional, valorizando o esforço que está sendo feito pelo setor. A ferramenta é um exemplo de extrema importância para demonstrar que há interesse do mercado em valorizar as boas práticas na produção. Esse tipo de parceria gera benefícios em toda a cadeia da soja”, comenta o Diretor Executivo da estratégia PCI, Fernando Sampaio.

De acordo com o Diretor Executivo da RTRS, Marcelo Visconti, o Mato Grosso possui mais de 70 fazendas certificadas, o que representa 1.200.000 toneladas de soja. “O PCI está mostrando ao mundo a segurança na produção agrícola no Mato Grosso por meio de diversas ferramentas, entre eles a certificação RTRS”, avalia.  

“Nesse sentido, nós celebramos que a RTRS foi aprovada para ser uma das ferramentas da Estratégia PCI, pois acreditamos que é de extrema importância participar de um projeto focado no maior estado produtor de soja do país. No futuro, a ideia é desenvolver várias ações em conjunto para divulgar o estado como um dos maiores produtores mundiais e que possui relevantes índices de conservação do meio ambiente, o que irá impactar investidores e empresas do setor alimentício”, pontua Visconti.

Os produtores que optam por utilizar o padrão RTRS tem a disposição um instrumento para expandir a rentabilidade de sua produção de soja. Igualmente, contribuem para que as exportações de soja responsável aumentem no cenário internacional, que está cada vez mais rigoroso em relação à origem e qualidade dos produtos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink