Safra de trigo em SC deve atingir 290 mil toneladas na próxima colheita
CI
Imagem: Pixabay
COLHEITA

Safra de trigo em SC deve atingir 290 mil toneladas na próxima colheita

Agricultores catarinenses apostaram na produção de cereais de inverno e devem colher uma safra recorde de trigo no próximo ano
Por:

Incentivados pelo Governo do Estado, os agricultores catarinenses apostaram na produção de cereais de inverno e devem colher uma safra recorde de trigo no próximo ano. As estimativas do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) apontam para um aumento de quase 70% na produção de trigo em Santa Catarina, chegando a 290 mil toneladas.

"Nós estamos provando que é possível produzir cereais de inverno em Santa Catarina e que essa é uma alternativa viável para o produtor e também para a cadeia produtiva de carnes e leite. Estamos muito felizes com os resultados do Projeto de Incentivo ao Plantio de Cereais de Inverno. Já no primeiro ano, conseguimos superar nossas expectativas. Isso significa que teremos mais pastagens, silagem e opções para fabricação de ração, reduzindo nossa dependência de milho e os custos de produção", afirmou o secretário da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva.

Na safra 2021/22, Santa Catarina deve colher 117,9 mil toneladas a mais do que no ano anterior. O crescimento na produção se dá pelo aumento na área plantada - que chega a 88,2 mil hectares - e na produtividade, que passa de 3 toneladas por hectare. A Secretaria de Estado da Agricultura foi uma das grandes incentivadoras desse processo, com o Projeto de Incentivo ao Plantio de Cereais de Inverno.

Segundo o secretário Altair Silva, nesse primeiro ano foram R$ 5 milhões em investimentos e a meta era aumentar em 20 mil hectares a área plantada com trigo, triticale, centeio, aveia e cevada em Santa Catarina. "Conseguimos um crescimento de quase 30 mil hectares na área plantada com trigo no estado. Isso é muito significativo e demonstra a confiança dos produtores rurais e é resultado da união de esforços de toda cadeia produtiva. Estamos abrindo uma nova fronteira agrícola em Santa Catarina, que é a safra de inverno", destacou.

A Epagri/Cepa espera um aumento de 51% na área de cultivo de trigo e todas as regiões produtoras ampliaram a área semeada - principalmente em Xanxerê, Campos Novos, Chapecó e Canoinhas. Merece destaque, ainda, o aumento significativo da área de trigo em regiões pouco tradicionais no cultivo do cereal, como Rio do Sul e Ituporanga. A produção de cereais de inverno surge como alternativa para aumentar a renda na propriedade rural e a competitividade das cadeias produtivas de carne e leite no estado.

Como funciona o Projeto de Incentivo ao Plantio de Cereais de Inverno
A Secretaria da Agricultura dá uma subvenção de R$250,00 por hectare efetivamente plantado com cereais de inverno, num limite de 10 hectares por produtor. Os produtores rurais procuram as cooperativas agropecuárias participantes do Projeto para manifestar o interesse em fazer a semeadura de cereais de inverno. As cooperativas fornecem as sementes e insumos para o plantio e o produtor realiza o pagamento ao final da safra, quando entrega os grãos e recebem o subsídio por hectare cultivado.

Os grãos entregues pelos produtores às cooperativas são destinados às agroindústrias e fábricas de ração instaladas no Estado. O projeto segue o modelo do Programa Terra Boa, bastante conhecido pelos produtores rurais de Santa Catarina. O incentivo para produção de cereais de inverno vem complementar outras ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para aumentar o fornecimento de insumos.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.