Safra nova tem avanço com mais área de soja e promete em Novo Progresso
CI
Soja

Safra nova tem avanço com mais área de soja e promete em Novo Progresso

Expectativa é de área maior de plantio de soja, mesmo com os preços mais baixos que no ano passado
Por:

Uma produtividade como a da safra 2016/2017, mesmo com preço baixo os sojicultores de Novo Progresso investiram em aberturas de novas áreas no plantio deste ano.

“Mesmo na dificuldade, você consegue vender a soja, além de ser mais fácil travar custos”, analisa João Piran, que também expandiu o plantio neste ano.

O atraso da chuva, prolongou o plantio deste ano, mas os sojicultores já plantaram e ainda acreditam na safrinha do milho ou arroz para completar o ciclo de 2018.

O Jornal Folha do Progresso pesquisou que houve aumento da área de soja no município, com meteorologistas indicando uma situação de neutralidade climática a safra promete neste ano.

A secretaria de agricultura e adepará não divulgaram a área plantada em 2017 e o volume colhido na última safra no município.

Mercado

A conjuntura acaba exigindo ser mais eficiente e produtivo para garantir a rentabilidade. Agricultores e analistas de mercado pontuam que a soja ainda é vista como um negócio de resultados positivos, mas esse ganho tem sido cada vez menor. Uma tendência que deve ser mantida. “A soja praticamente não tem concorrência nessa época do ano. O produtor não vai deixar área parada. O custo é menor e a compra ainda está atrativa, mesmo com os preços mais baixos que os do ano passado”, diz o consultor.

Mesmo assim, na comparação com a safra 2015/2016 à safra  2016/2017 foi considerada boa. O problema é que com a oferta em alta e a queda do dólar a renda dos agricultores diminuiu, segundo o diretor da Aprosoja, no Mato Grosso. “A solução é aumentar essa produtividade”  a gente participa como membro do Soja Brasil e a gente vê que praticamente o Brasil todo não teve renda na agricultura. Então, além de produtividade nós precisamos de preços melhores”, disse.

Pecuária

A queda dos preços do bovino, alto custo da produção acendeu o sinal de alerta para migrar para lavoura na região. Em Novo Progresso os sojicultores estão animados e avançam trocando as pastagens para plantar soja.

Em breve estudo focou que na safra 2016/2017, a produção local ficou em média, 51 sacas de cada hectare, resultado considerado “razoavelmente bom”. A expectativa que nesta safra com reforço da adubação, mais chuvas na normalidade eleve a produção para 55 sacas em media.

Com estes resultados o grão deve seguir avançando sobre pastagens, além de ocupar espaços de outras culturas. Se o produtor olhar a planilha de custos, o que sobra é a soja.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.