Saiba quando a soja vai despencar
CI
Imagem: Marcel Oliveira
CUSTO X LUCRO

Saiba quando a soja vai despencar

Especialistas dizem o que provocou viés baixista no mercado mundial
Por: -Leonardo Gottems

Na avaliação da equipe de analistas de mercado da Consultoria TF Agroeconômica, a boa notícia é que a “grande queda” no mercado de soja só virá na safra 2022/2023. “Até lá a lucratividade ainda vai ser alta. Um detalhe importante é que a ponta da flecha não deverá ser atingida nesta próxima safra, que está sendo colhida nos Estados Unidos e plantada no Brasil”, mas apenas na temporada subsequente.

O agricultor brasileiro, portanto, terá “mais um ano de bons lucros com a soja”, apontam os especialistas. “Por mais que os insumos subam, a soma de todos os custos atinge hoje R$ 100,08/saca, contra um preço médio pago aos agricultores de R$ 160,00/saca”, explica a TF Agroeconômica, ao salientar que isso significa um lucro ao redor de 60% neste momento, que é “ótimo em qualquer parte do mundo”.

Os analistas de mercado explicam que a atual queda no preço da soja tem duas causas. A primeira é o aumento da produção e dos estoques finais nos Estados Unidos, conforme apontado no último relatório de oferta e demanda (WASDE) do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). 

O segundo fator baixista vem da China, principal comprador de soja no mundo. De acordo com a TF, o gigante asiático cometeu três erros estratégicos com relação à sua política econômica: “Primeiro, aumentou muito o preço do carvão, gerando apagão em 50% da geração de eletricidade, que afetou inclusive algumas indústrias esmagadoras de soja que desligaram as máquinas por falta de energia”. 

Segundo erro, “inflou a construção civil (setor que afeta 30% do PIB), provocando a falência da Evergrande, a maior construtora imobiliária do país, que ficou devendo US$ 180 bilhões”. Terceiro erro foi a “crise geopolítica com vizinhos, desgastando seu comércio exterior. Tudo isto somado significou uma redução nas importações de commodities, principalmente minério e milho, mas que afetou também a soja”, conclui a TF.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.