SC: vazio sanitário do maracujá termina sábado
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,696 (-2,27%)
| Dólar (compra) R$ 5,40 (0,44%)

Imagem: Pixabay

NOVA SAFRA

SC: vazio sanitário do maracujá termina sábado

O objetivo é reduzir a incidência do vírus que causa o endurecimento dos frutos
Por: -Eliza Maliszewski
311 acessos

A partir do próximo sábado (1º de agosto) os produtores de Santa Catarina já podem iniciar o plantio da nova safra do maracujá, quando termina o vazio sanitário. A atividade estava proibida por decreto desde o dia 1º de julho.

O estado é reconhecido por produzir o melhor maracujá do Brasil e foi o primeiro a editar vazio sanitário para a fruta. A medida proíbe cultivar ou implantar pomares, bem como manter ou permitir a presença de plantas vivas de maracujazeiro em qualquer fase de desenvolvimento, exceto mudas em cultivo protegido com tela anti-afídeos, no período determinado.

O objetivo é reduzir a incidência do vírus que causa o endurecimento dos frutos do maracujazeiro. “Esta foi uma demanda que veio do setor produtivo e garante que a cultura seja rentável ao longo dos anos. O vazio sanitário aliada ao cultivo anual só traz vantagens ao controle da doença. Pedimos que todos respeitem para a saúde das lavouras de todos. Infelizmente alguns ainda insistem”, destaca o Gestor do Departamento Estadual de Defesa Sanitária Vegetal da Cidasc, Alexandre Mees.

O produtor que tiver plantas identificadas fora do período indicado será autuado, vai pagar multa e terá a perda total, com a eliminação do pomar plantado fora de época. Santa Catarina tem, ao todo, dois mil hectares de plantação de maracujá, sendo que cerca de 80% fica no Sul do estado. 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink