SC e SP lideram importação de têxteis e confeccionados até maio
CI
Agronegócio

SC e SP lideram importação de têxteis e confeccionados até maio

Em 5 meses, SP registrou aumento de 10,7% na importação de produtos têxteis e confeccionados
Por:

Nos primeiros cinco meses deste ano, São Paulo registrou um aumento de 10,7% na importação de produtos têxteis e confeccionados, saltando de US$ 837 milhões para US$ 927 milhões, se comparado com o mesmo período do ano passado. O estado é segundo maior importador brasileiro de têxteis e confeccionados, ficando atrás apenas de Santa Catarina, que importou US$ 1,005 bilhão, em igual período.

Somente as importações de vestuário feitas pelo estado cresceram 16,4% em valor (de US$ 440,5 mi para US$ 512,8 milhões), de janeiro a maio deste ano, comparativamente com o mesmo período do ano passado. Em toneladas, a variação foi de 4,9%, segundo dados da Alice/MDIC.

Nos primeiros cinco meses do ano, os produtos mais importados pelo estado, pela ordem, foram: vestuário (US$ 512,8 milhões); filamentos (US$ 75,2 milhões), tecidos (US$ 72,3 milhões) e fibras têxteis (US$ 33,6 milhões). O perfil da importação vem mudando de tal forma, que os produtos de algodão – uma das vocações do Brasil - agora, estão entrando no país quase que na mesma escala que os artigos sintéticos.

Oito países foram responsáveis por 67% das importações de têxteis e confeccionados de São Paulo. São eles, pela ordem: China, Coreia do Sul, Índia, Estados Unidos, Vietnã, Taiwan (Formosa), Alemanha e Bangladesh. Somente a China foi responsável por 41% do total importado.

Três países fornecedores registraram expressiva variação positiva no valor de importações, na comparação entre janeiro-maio de 2013 e o mesmo período deste ano. Em primeiro lugar está o Vietnã, com 55,9% de expansão, seguido pela Índia, com 22,5% e a China, com 12,5%. Em volumes, essa variação apresenta os seguintes índices de crescimento: Vietnã (56,9%), Índia (51,1%) e China (13,4%). A tabela abaixo demonstra as importações de oito países, em valores e toneladas.

Mais informações em Canal Executivo

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink