Sebrae concede prêmio às mulheres empreendedoras do campo
CI
Agronegócio

Sebrae concede prêmio às mulheres empreendedoras do campo

Elas podem concorrer na categoria Produtora Rural em atividades agrícolas, pecuárias ou pesqueiras
Por:
Há algum tempo as mulheres estão conquistando lugar de destaque na sociedade, especialmente quando o assunto é economia. Empreender é uma característica que está se tornando inseparável da vida dessas “guerreiras”. Não só na cidade, mas no campo também se destacam, participando ativamente da agricultura familiar. O Serviço de Apoio Às Micro e Pequenas Empresas no Espírito Santo (Sebrae ES)  promove alguns projetos voltados para o agronegócio e confirma essa participação feminina intensa.

E as histórias de vida dessas mulheres podem ser reconhecidas através do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. O prêmio, que reconhece relatos de vida de mulheres empreendedoras que tornaram seu sonho em realidade, tem um espaço especial para as mulheres do campo. Essas empreendedoras podem concorrer na categoria Produtora Rural, que deve ser composta por mulheres que explorem atividades agrícolas, pecuárias ou pesqueiras.

A gestora do Prêmio no Sebrae ES, a analista Marceliy Frassi Bridi, explica que essa categoria deve participar da competição, mesmo estando distante da maioria das metrópoles. “A ideia é que essa produtora rural saia do anonimato e mostre a sua história de vida, que apresente sua capacidade empreendedora. O objetivo é que esse relato sirva de exemplo e motivação para outras mulheres”, ressalta.

As inscrições para o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios começaram no dia 08 de março e se encerrarão no dia 31 de julho deste ano. São gratuitas e podem ser realizadas através do site mulherdenegocios.sebrae.com.br ou em ficha que pode ser retirada em qualquer unidade do Sebrae e depois de preenchida, enviada pelo correio ou entregue na unidade do seu estado.

Perfil da Mulher Empreendedora no Campo

Segundo a gerente da Unidade de Atendimento ao Agronegócio, Letícia Toniato Simões, a participação das mulheres no campo são bem presentes nas atividades de floricultura, fruticultura e agricultura orgânica. “São atividades prazerosas, onde essas mulheres conseguem se envolver cada vez mais, pois além de melhorar sua autoestima, elas também contribuem para o aumento da renda de suas famílias”, ressalta.

Em um contexto de agricultura familiar, onde a forma de produção predominante é o trabalho pelos membros da família (pai, mães e filhos), percebe-se o poder empreendedor e o destaque dessas mulheres, não desmerecendo a força do homem no campo. Exemplo disso é que elas não estão apenas nas atividades acima citadas, mas também na pecuária de leite, dentre outras.
 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.