Selênio Orgânico abre nova era para alimentos com valor agregado

Agronegócio

Selênio Orgânico abre nova era para alimentos com valor agregado

A disponibilidade comercial de suplementação com selênio orgânico na UE pode significar o início de uma nova era na área na agroindústria
Por: -Redação
1 acessos

A disponibilidade comercial de suplementação com selênio orgânico na União Européia (UE) pode significar o início de uma nova era na área de produtos alimentícios com valor agregado na agroindústria, segundo professor Peter Surai, pesquisador e consultor em nutrição.

Em seu livro mais recente, Selenium in nutrition and health* (Nottingham University Press), Surai destaca os principais benefícios sobre a saúde humana resultantes de melhorias do teor de selênio na dieta de animais. Consequentemente, também os alimentos derivados - ovos, leite e produtos cárnicos - constituem uma oportunidade para o enriquecimento com selênio.

Autoridades da União Européia validaram recentemente o selênio orgânico proveniente de levedura como suplemento de rações. Isso significa que os principais produtores já têm capacidade de desenvolver produtos com valor agregado, levando em conta o aumento da demanda por alimentos funcionais.

“Hoje, é amplamente reconhecida a importância de um nível ótimo de selênio para a saúde humana, particularmente em relação à prevenção do câncer", diz Surai. “É também amplamente sabido que as dietas oferecem muito pouco ou mesmo apresentam deficiências desse importante micromineral”.

O enriquecimento dos alimentos básicos com selênio está se tornando assunto de interesse geral para a população e para o governo. Já existe um grande número de casos de sucesso sobre alimentos enriquecidos com selênio, que comprovam que a suplementação dos animais e o desenvolvimento de produtos comerciais são, ambos, prática e economicamente realizáveis: Na Rússia, 12 empresas produzem diariamente milhões de ovos enriquecidos com selênio; na Coréia do Sul, vende-se atualmente em restaurantes carne suína enriquecida com selênio, como também se comercializa produtos como o Selk (leite enriquecido com selênio).

Surai afirma que alimentos básicos como ovos, carne e leite cumprem as exigências para uma estratégia efetiva de suplementação, que é também economicamente factível. Para o pesquisador, essa forma de enriquecimento com selênio é mais segura e efetiva do que as estratégias alternativas, como a aplicação de fertilizantes nos solos. Segundo Surai, uma gama de evidências mostra que as fontes orgânicas promovem níveis mais altos de selênio no leite, na carne e nos ovos, criando oportunidades para adicionar valor agregado aos produtos e auxiliar na solução dos problemas relacionados a deficiências de selênio.

O selênio orgânico é utilizado atualmente para o consumo humano e animal em muitas regiões do mundo, incluindo Estados Unidos, Japão, América Latina e Ásia. Para mais informações sobre suplementação com selênio orgânico, visite o site www.Sel-Plex.com. As informações são da assessoria de imprensa da Alltech do Brasil.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink