Senar-RS oferece curso semipresencial de Manejo de Forrageiras
CI
Imagem: Divulgação
CURSO

Senar-RS oferece curso semipresencial de Manejo de Forrageiras

Aulas para produtores rurais somam 10 horas de ensino à distância e quatro horas presenciais, na propriedade
Por:

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS) agiu rápido para se adaptar às necessidades dos produtores rurais nesse período de isolamento provocado pela pandemia. Já são 10 os cursos da instituição oferecidos em formato semipresencial - com 10 horas de conteúdo teórico, ministrado on-line, e quatro horas de ensino presencial individualizado, na propriedade do aluno.

Entre os cursos ofertados, está o de Manejo de Forrageiras - Bovinocultura, voltado a quem produz gado leiteiro e de corte. Instrutor do Senar-RS, o engenheiro agrônomo Ari Benedetti conta que os módulos a distância são transmitidos pela plataforma Google Meet, que é acessível por computador ou smartphone. 

São duas horas diárias de aula durante cinco dias. Nesse período, os alunos podem interagir com o instrutor on-line. Mas a oportunidade de ouro para a troca de ideias é o último módulo, quando o professor faz uma visita de quatro horas à propriedade do aluno.

“Além de tirar dúvidas do produtor, nessa visita, temos a oportunidade de fazer um diagnóstico da propriedade, de fazer um planejamento, para ver quanta comida é necessária para determinado plantel de gado de leite”, comenta Benedetti.

A pecuarista Amália Jung dos Santos, de São Miguel das Missões, disse que a visita recebida ao fim do curso, em setembro passado, foi de grande valia para evitar perdas na propriedade.

“A silagem, por exemplo, nós fazíamos e estragava muito. foi o instrutor que nos ensinou as medidas do silo conforme a proporção do rebanho. E teve muitas outras coisas que aprendemos sobre plantio de pastagens, variedades, adubação… Foi muito esclarecedor”, diz Amália.

Comida de qualidade em boa quantidade

Conforme Benedetti, o principal objetivo do curso Manejo de Forrageiras - Bovinocultura é que o produtor aprenda técnicas de manejo que possibilitem um planejamento e uma produção de alimento suficiente para o seu rebanho.

“Essa quantidade de alimento depende da espécie que ele vai plantar, dos cuidados com o solo, de fazer um bom manejo, de colher na hora certa. O único fator que o produtor muitas vezes não pode intervir é a chuva, o clima. Muitas vezes, ele investe em construções, equipamentos, maquinário, plantel, mas falta comida. Aí, ele não conseguirá ter renda satisfatória para viver”, avalia o agrônomo.

Os produtores rurais interessados em participar dos cursos semipresenciais do Senar-RS devem entrar em contato com o Sindicato Rural de seu município ou de sua região, e solicitar a participação no programa. De acordo com a demanda, a partir da mobilização realizada pelo parceiro, um técnico habilitado pela entidade será designado para ministrar as aulas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink