Sistema FAESC/SENAR promove Dia de Campo de Ovinocultura de Corte

SANTA CATARINA

Sistema FAESC/SENAR promove Dia de Campo de Ovinocultura de Corte

Atividades acontecerão na Cabanha Ouro Branco, em Mafra, no dia 29 de novembro
Por:
301 acessos

Com objetivo de reunir os ovinocultores participantes dos seis grupos do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) – Ovinocultura de Corte, Sindicatos Rurais e demais envolvidos no programa, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC), promove o 1º Dia de Campo Estadual ATeG Ovinocultura de Corte. Será no próximo dia 29 de novembro (sexta-feira), a partir das 8h30, na Cabanha Ouro Branco, em Mafra.

A programação inicia com recepção e credenciamento dos produtores, às 8h30. Às 9h começam as quatro estações técnicas de campo: apresentação da propriedade, planejamento forrageiro para ovinos de corte, manejo sanitário dos rebanhos e controle de dados zootécnicos. Às 12h serão apresentados os resultados obtidos no Programa ATeG Ovinocultura de Corte e na sequência terá almoço no Parque de Exposições José Waldemar Ruthes. O encerramento está previsto para as 13h.

O Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) iniciou em 2016 em Santa Catarina. A iniciativa é desenvolvida por meio do SENAR/SC e proporciona às propriedades rurais acompanhamento técnico e gerencial mensal de maneira gratuita com o intuito de contribuir no aumento da produção, rentabilidade e melhoria da qualidade de vida do produtor rural.

No Programa ATeG Ovinocultura de Corte são atendidos seis grupos, compostos por 241 produtores em 36 municípios.

O coordenador estadual do programa, Antônio Marcos Pagani de Souza, ressalta que o trabalho de assistência técnica e gerencial orienta e incentiva os produtores de ovinos para que produzam animais diferenciados. “Isso possibilita proporcionar ao mercado uma carne de alta qualidade, além de contribuir para uma gestão sustentável e lucrativa das propriedades, incentivando a permanência no campo”.

De acordo com o superintendente do SENAR/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, o Dia de Campo possibilitará troca de experiências entre os produtores. “É um importante fator para o desenvolvimento e aprimoramento da produção, uma vez que contribui no nivelamento das ações do programa e, também, o que deu certo em uma propriedade pode ser aplicada nas demais a fim de melhorar a produção para todos”.

Segundo dados da Associação Catarinense de Criadores de Ovinos (ACCO), o Brasil possui um rebanho de 17,5 milhões de ovinos. A região mais produtora do País é o Nordeste com cerca de 10 milhões de animais. Santa Catarina conta atualmente com um rebanho de aproximadamente 350 mil matrizes.

O presidente do Sistema FAESC/SENAR, José Zeferino Pedrozo, salienta que a intenção também é demonstrar que a ovinocultura é uma atividade rentável. “A produção está se consolidando com a assistência técnica e gerencial realizada nas propriedades assistidas. Além disso, são realizadas inúmeras ações como: oficinas de capacitação técnica e palestras junto aos produtores. Todas elas com intuito de incrementar a produção, aumentar a eficiência dos processos internos da propriedade e proporcionar qualidade de vida no meio rural”.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink