Soja cai 4,75 cents/bushel em Chicago
CI
Imagem: Nadia Borges
MERCADO

Soja cai 4,75 cents/bushel em Chicago 

O dólar começou a retroceder de uma alta de seis semanas
Por: -Leonardo Gottems

De acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica, o preço da soja caiu 4,75 cents/bushel nesta terça-feira na Bolsa de Chicago, puxado pelas chuvas na América do Sul. “Os futuros caíram pouco menos de 1% nas negociações na terça-feira, com um dólar mais fraco compensando as melhores chuvas na América do Sul, dando um tom de baixa ao mercado, já que o período para o relatório COT de sexta-feira se aproximava do fim”, completa. 

“O  contrato  do  primeiro  mês  de  março  abriu  o  dia  em alta  de  1  c/bu  a  $  13,66/bu,  mas  caiu  durante  as negociações,  já  que  os  Fundos  teriam  posições quadradas  no  último  dia  do  período  do  relatório  de compromisso  de  comércio. No fechamento, o contrato estava avaliado em $ 13,53 /bu”, completa. 

O dólar começou a retroceder de uma alta de seis semanas em relação ao euro e a uma cesta de moedas em meio à crescente confiança de que um plano de estímulo para a recuperação econômica da Covid-19 seria mais difundido do que os pacotes de estímulo anteriores. “Por sua vez, as chuvas nas principais regiões de cultivo da  América  do  Sul  aumentaram  a  confiança  de  que, embora a colheita do Brasil seja tardia, a safra não será tão  afetada  quanto  se  pensava,  já  que  a  precipitação beneficiará o enchimento dos grãos”, indica. 

“O  real  teve  o  melhor  desempenho  hoje  ante  o  dólar  no  mercado  internacional,  considerando  34  moedas  mais líquidas, refletindo a vitória do governo nas eleições do Congresso. A avaliação dos participantes do mercado é que o ambiente ficará mais propício para o avanço de reformas. Com isso, a moeda brasileira, que havia sido penalizada nos últimos dias pela piora do risco fiscal, hoje recuperou parte das perdas. Operadores relataram ainda a entrada de fluxo externo, o  que  também ajudou a  retirar pressão do câmbio,  além  do  exterior  mais  favorável,  por conta  das notícias  positivas  sobre  vacinas  contra  a  covid-19  e  perspectiva  de  aprovação  de  novo  pacote  fiscal  nos  Estados Unidos”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink