Soja fecha o mês em queda no RS
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
COTAÇÕES

Soja fecha o mês em queda no RS 

Em Santa Catarina, os preços de lote recuaram novamente no dia de hoje
Por: -Leonardo Gottems

De acordo com o que informou a TF Agroeconômica, a soja fechou o mês em queda de 1,17% no estado. “A diminuição do interesse do comprador se faz sentir cada vez mais firmemente para o mercado internacional, mesmo com o reforço das esmagadoras, os preços de pedra CIF Panambi passaram por nova perda de valor, indo a R$156,00, perda de R$2,00/saca em relação as últimas indicações”, comenta. 

“Quanto  aos  valores  de  lote,  pode-se  perceber  que  foi  feito  um nivelamento em relação a ontem, onde os valores caíram de forma dispersa. Agora as médias estão dentro do que as esmagadoras querem pagar e quem fica mais próximo das fábricas vende a preços melhores. Ademais, os futuros de outubro foram cotados a R$171,50 e os volumes vendidos de hoje não devem ter passado de 4.000 toneladas”, completa. 

Em Santa Catarina, os preços de lote recuaram novamente no dia de hoje e  a resposta do mercado permanece sendo o silêncio. “Durante o pregão, no melhor momento a  soja  foi cotada  no  porto de São Francisco do Sul a R$167,00,  agora os valores se afastam ainda mais das ideias do produtor que almejava vender volumes a ao menos R$180,00. Ademais, a semana começou como acabou, o mercado permanece parado, com o produtor pedindo valores indefinidos por seus volumes e  as  cotações  diminuindo  pela  perda  de  interesse  no  mercado  brasileiro,  agora  é  preciso  observar  as  a  ação  dos moinhos que deve e fortalecer mais adiante, ao todo, não houve venda de volumes hoje”, indica. 

No entanto, a soja fecha o mês de agosto com preços inalterados em relação a julho. “Hoje, no  entanto,  uma  cerealista  comprou  volumes expressivos  na  região  a  valores  super  faturados,  o motivo  não  cabe  a  nós,  segundo  depoimento  de corretores  da  região  foi  um  volume  bastante expressivo,  mas  não  foi  especificado  quanto”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.