Soja recua, principalmente no RS
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,090 (1,09%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,12%)

Imagem: Divulgação

COTAÇÕES

Soja recua, principalmente no RS

No Paraná, o balcão subiu mais 5 reais/saca
Por: -Leonardo Gottems
259 acessos

De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, os preços da soja caíram no Rio Grande do Sul, confirmando o esgotamento que vinha sendo previsto. “No porto gaúcho de Rio Grande o preço da soja manteve a queda da última sexta-feira e permaneceu em R$ 145,00/saca para entrega imediata e pagamento em 26/10 e ficou sem indicação para janeiro. Em Canoas o preço recuou um real/saca para R$ 146,00 para pagamento em 26/10; em Ijuí o preço também recuou um real/saca para R$ 147,00 para pagamento em final de novembro; em Cruz Alta também o preço recuou um real/saca para R$ 145,00, assim como também recuou um real/saca para R$ 149,00 em Passo Fundo, todos para entrega em novembro”, comenta. 

No Paraná, o balcão subiu mais 5 reais/saca e em relação aos preços dos lotes, eles recuaram entre 1-2 reais/saca nesta segunda-feira. “No mercado de balcão o preço oferecido ao agricultor na região de Ponta Grossa subiu mais 5 reais/saca para R$ 130,00. Na tabela nº 1 acima pode-se ver os preços para os produtores em outras praças, que ficaram entre R$ 121,00 e R$ 135,00/saca”, completa. 

O estado do Mato Grosso do Sul plantou 2%, mas já vendeu 51% da safa 2020/21. “O Relatório Granos registra que 51% da soja da safra 2020/21 já está comercializada, enquanto o plantio ainda está em apenas 0,02%. A estimativa é de uma área plantada no estado de 2.127.114 hectares, com um rendimento de 3.714 quilos/hectare e uma produção de 7,9 milhões de toneladas”, informa. 

Já no Mato Grosso, o plantio atrasou e pode concentrar a maturação e colheita. “O relatório do IMEA, desta segunda feira, registra que a semeadura de soja teve início no estado e apresentou 0,75% das áreas semeadas até sexta-feira. O menor volume de chuvas até então atrasou os trabalhos a campo, que estão 1,93 p.p. abaixo da média dos últimos cinco anos”, conclui. 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink