Soja registra mais uma alta
CI
Imagem: Divulgação
MERCADO

Soja registra mais uma alta

O Paraná tem perdas de 8 milhões de toneladas no estado, enquanto o mercado recua no porto
Por: -Leonardo Gottems

No mercado da soja do estado do Rio Grande do Sul, os preços de pedra sobem mais R$ 2,00/saca, enquanto o porto recua, de acordo com informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica. “Na região portuária do Estado, para embarque imediato e pagamento no mês de fevereiro a saca de 60 kg de soja alcançou R$ 188,50, R$ 1,00 abaixo do valor de fechamento de sexta-feira. Quanto aos preços de pedra, ocorreu um considerável aumento de R$ 2,00/sc, elevando os valores até R$ 174,00. O interior do Estado em resposta à escassez de produto, seguiu o preço de lotes subiu, R$ 1,00”, comenta. 

Em Santa Catarina o preço recua em 0,54% no porto, enquanto o mercado se move de forma lateral. “Santa  Cataria  recua  levemente,  mas  em  termos gerais  segue  lateral,  a  oferta  pela  soja  está  muito escassa.  Na  região  portuária  os  preços  variaram entre  R$  182,50  e  R$  183,00.  Para  o  interior,  na região de Campos Novos os preços ficaram próximos as R$ 177,00/saca. Ademais, chegamos ao dia 10 e boa parte dos agentes de mercado que estavam de férias estão retornando. Este é apenas o primeiro dia da semana, mas algumas análises a respeito das perdas de safra devem ser iniciadas ainda nesta semana”, completa. 

O Paraná tem perdas de 8 milhões de toneladas no estado, enquanto o mercado recua no porto. “Outro dia apenas de captações nominais no Estado, os negócios seguem extremamente lateralizados. De forma geral o produtor segue ignorando o mercado. Ainda é preciso realizar as perdas definitivamente, algo impossível até que as perdas cessem de uma vez por todas. Parte da safra no Oeste ainda não foi plantada e assim deve prosseguir até que chuvas mais insistentes venham. O produtor tem medo de vender antes de haver certeza em relação ao custo de produção e o quanto de retorno poderá alcançar e assim o que pesa é a falta de oferta do grão”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.