Soja volta a subir em Chicago
CI
Imagem: Nadia Borges
MERCADO

Soja volta a subir em Chicago

O mercado encontrou apoio na falta de umidade no Brasil
Por: -Leonardo Gottems

A falta de umidade no Brasil e as compras da China impulsionaram as cotações da soja neste início de semana na Bolsa de Chicago, segundo informações da TF Agroeconômica. “Com pouco dinamismo e sob pressão diante do avanço da safra na América do Norte”, comenta. 

“Enquanto isso, o mercado encontrou apoio na falta de umidade no Brasil, fator que tem criado incertezas e poderia impor atrasos no início do plantio. Lembramos que as perspectivas de produção recorde estão sendo gerenciadas no Brasil. Daqui para frente, expectativa para o retorno da China ao mercado americano”, completa. 

Os futuros da soja recuaram das mínimas do meio-dia e terminaram majoritariamente mais altos. “Os contratos de março de 21 fecharam 1/2 centavos no vermelho, onde os outros meses estavam fracionariamente a um centavo mais altos. Os futuros de farelo de soja fecharam o dia em US$ 5,30 a US$ 5,90 mais baixos. O óleo de soja fechou a sessão em alta de 2,7% a 2,84%”, indica. 

“O relatório semanal de inspeções de exportação do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) mostrou 61,25 milhões de bushels (1,67 MT) embarcados na semana que termina em 1º de outubro. Foram 13,6 mbu (370,12 mil t) na semana e 22,6 mbu (615,06 mil tons) no ano. A China foi o principal destino com 1.223 MT – 73% do total. As exportações acumuladas de soja até 1º de outubro foram registradas em 242,5 mbu (6,60 MT), um aumento de 57% em relação ao ritmo de 2019/20”, informa. 

“O relatório semanal de Progresso da Safra da NASS registrou a colheita da soja 38% concluída em 4 de outubro. Isso é 10% à frente da média e 18% acima da semana passada. As ideias do mercado estavam em torno de 34%. As classificações de condição permaneceram 64% boas/ex, mas aumentaram 1 ponto para 365 no índice Brugler500. Plantio de soja mato-grossense está 1,7% completo segundo o IMEA”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink