Soja volta a subir no RS
CI
Imagem: Divulgação
OLEAGINOSA

Soja volta a subir no RS

O Paraná marca dia dividido entre altas e baixas com ênfase nas altas
Por: -Leonardo Gottems

Os preços da soja voltaram a subir entre R$ 3-5/saca nesta terça-feira no estado do Rio Grande do Sul, de acordo com informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica. “Mesmo assim o preço da pedra, colocado antes da alta do fechamento de Chicago, caiu em R$ 2,00/saca indo a R$ 171,00 pela saca”, comenta.

“Os preços do interior avançaram de forma semelhante ao preço do porto para algumas regiões e um pouco menos para outras, Ijuí subiu em 2,82% juntamente com Cruz Alta que subiu o mesmo montante, ambas as regiões alcançaram o valor de R$ 182,00. Passo Fundo e Santa Rosa se valorizaram de forma menos expressiva, mas isso se deve ao valor já presente na região que se aproximam bastante do porto. A evolução para os últimos foi de 1,68% aproximadamente, valor equivalente a R$ 3,00/saca, Santa Rosa foi para R$ 182,00 e Passo Fundo foi para R$ 183,00”, completa.

Já Santa Catarina passa por melhoras amenas de até 1,42%. “Santa Catarina, assim como RS marcou um dia de melhoras, seguindo a tendência das demais regiões, com dólar passou por alguma melhora e a CBOT apenas continuou como esteve nas sessões anteriores. Ademais, um pequeno negócio foi efetuado hoje nos preços de R$ 179,00 como visto ao lado para pagamento em 5 de maio com saída de SFS. Os preços indicados na indústria eram os mesmos, mas os negócios são mais complicados para estes lados”, indica.

O Paraná marca dia dividido entre altas e baixas com ênfase nas altas. “Todos os preços com exceção de Ponta Grossa passaram por um dia um pouco mais difícil; Ponta Grossa, que trabalha em conjunto com Paranaguá, ainda se projetou em 2,87%, valor equivalente a R$ 3,00, levando o valor a R$ 179,00, mas as demais posições caíram, todas em 0,60%, valor equivalente a R$ 1,00/saca. As regiões de Cascavel Maringá e Pato Branco foram respectivamente a R$ 166, R$ 166,00 e R$ 165,00. Ademais, negócios seguem bastante escassos para todas as posições”, conclui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.