CI

Soja volta bem no Sul: CONFIRA

O Paraná teve dia de quedas nas bases de R$ 1,00/saca


Foto: Divulgação

De acordo com informações da TF Agroeconômica, o mercado da soja voltou bem no dia de ontem no Rio Grande do Sul, com fundos mantendo a volatilidade. “No estado, exportadores apenas compram seus complementos de carga, enquanto esmagadores dominam o mercado em todas as regiões (até no porto)”, comenta.

“No porto, o melhor preço do dia no porto foi de R$ 155,00 para pagamento final de Janeiro, marcando baixa de R$ 0,30/saca. No interior, em Cruz Alta o preço foi de R$ 149,00, marcando baixa de R$ 2,00/saca. Em Ijuí o valor foi a R$ 149,00, após baixa de R$ 2,00/saca. Em Santa Rosa, assim como em São Luiz o preço foi a R$ 148,00, com baixa de R$ 2,00/saca. Em Passo Fundo, por fim, o preço foi de R$ 148,00, marcando baixa de R$ 3,00/saca”, completa.

Preços caíram em R$ 1,00/saca em Santa Catarina, com negócios parados. “Negócios seguem fragilizados em um cenário de plantio já finalizado, preços recuam em R$ 1,00/saca por todo o Estado, vemos muita volatilidade, essa que surge especialmente do cenário
externo. No porto de São Francisco do Sul, o preço ficou a R$ 145,00, baixa de R$ 1,00/saca”, indica.

O Paraná teve dia de quedas nas bases de R$ 1,00/saca, com negócios saindo durante a manhã. “Mercado se movimenta durante a manhã antes do relatório da DERAL com alguns
volumes sendo vendidos, nada muito expressivo, seria na base das 5.000 toneladas. Após o relatório, com a chegada das informações o mercado congelou”, informa.

“As novas informações de maior relevância foram de que o plantio foi finalmente finalizado, chegando aos 100% da área prevista. Além disso, as condições das lavouras de soja mantiveram-se inalteradas entre as duas semanas: 86% apresentavam boa condição; 12% média condição e 2% ruins”, conclui.
 

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.