Suíno: Demanda de SP aumenta preços no PR e em SC
CI
Agronegócio

Suíno: Demanda de SP aumenta preços no PR e em SC

Alguns frigoríficos paulistas estão buscando animais nos estados vizinhos
Por:

A maior demanda pelo suíno vivo, principalmente de São Paulo, aumentou os preços do animal do Paraná e de Santa Catarina, conforme dados do Cepea. Alguns frigoríficos paulistas estão buscando animais nos estados vizinhos, especialmente no Paraná, mas também em Santa Catarina, em menor quantidade. Isso ocorre porque o suíno desses estados sulistas é negociado a valores menores que os de São Paulo. Além disso, as compras paulistas em outros estados evitam valorização do animal vivo em São Paulo. Já no Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais, os preços do suíno vivo seguiram relativamente estáveis nos últimos sete dias. Agentes colaboradores do Cepea afirmam que, nestes estados, frigoríficos alegam não conseguir repassar as leves altas do preço do vivo para a carcaça e, por esse motivo, não se arriscam a pagar mais pelo animal. Ainda assim, suinocultores comentam que não têm encontrado dificuldades para vender os animais prontos para abate e que o mercado de vivos está bem movimentado.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.