Técnica do descarte orientado eleva produtividade da ovinocultura em MS
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
PECUÁRIA

Técnica do descarte orientado eleva produtividade da ovinocultura em MS

Produtores atendidos pelo Senar/MS aplicam estratégias na seleção de animais e melhoram resultados da atividade

Em todas as cadeias produtivas, o manejo adequado está entre as principais estratégias para alcançar resultados no campo. Na ovinocultura, por exemplo, a técnica do descarte orientado tem influenciado diretamente o aumento da produtividade nas propriedades assistidas pelo Senar/MS. Este o tema da editoria #EducaçãonoCampo desta quarta-feira (17). 

O melhor período da capacidade produtiva de ovelhas é entre 2 e 6 anos. A partir desse tempo, a tendência é que os índices entrem em franco declínio e, por isso, a importância do produtor ter em seu planejamento o descarte dos animais, a partir do critério da idade. Parece simples, mas a ausência dessa técnica de manejo pode comprometer o aproveitamento do rebanho e, consequentemente, a viabilidade econômica da criação. 

“Com o tempo, é possível notar os desgastes dos dentes do animal, um sinal de que a idade já está avançada e que a seleção de animais deve ser feita para se manter ou mesmo elevar a produtividade”, explica o médico veterinário e supervisor de campo do Senar/MS, Custódio Júnior.  

Com a implantação desta tecnologia, ovinocultores atendidos pelo ATeG reduziram a taxa de mortalidade de cordeiros. “Em algumas propriedades atendidas, o índice de mortalidade caiu de 45% para 8%, e a taxa de desfrute, que é a relação de animais vendidos e animais na propriedade, passou de 21% para 52,9%”, exemplifica. 

“Os números mostram que a estratégia garantiu maior produção e aproveitamento do rebanho, dando suporte para melhorar a sustentabilidade do empreendimento”, complementa o supervisor. Ficou interessado na ovinocultura? Confira a matéria de #MercadoAgropecuário publicada na segunda (15). Acesse senarms.org.br e confira todos os cursos gratuitos disponíveis nesta cadeia produtiva.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink