Tecnologia diminui custos com insumos na fruticultura
CI
Imagem: Divulgação
SENSORES

Tecnologia diminui custos com insumos na fruticultura

Inteligência Artificial melhora os manejos no pomar
Por: -Eliza Maliszewski

Uma tecnologia criada por uma startup paulista que se propõe a reinventar o monitoramento dos pomares promete diminuir o uso de insumos em 20% na atividade e aumentar a produtividade.

Trata-se da LeafSense, onde a inteligência artificial ajuda no manejo das culturas. A ferramenta fornece mapas detalhados de produtividade, saúde dos pomares, analisando plantas e frutos um a um, de forma totalmente automatizada. Além disso evita que o solo seja saturado com nutrientes e agroquímicos sem necessidade.

O diretor de tecnologia da startup Adroit Robotics, Angelo Gurzoni Jr, explica que os sensores geram imagens de altíssima resolução que são enviadas para algoritmos que analisam tudo de forma individual, em detalhes. “A tecnologia  traz uma visão abrangente do pomar. Quantidade de frutos, curvas de maturação (maduros ou verdes), diâmetros e taxa de queda no chão são apresentadas juntamente com informações sobre as plantas, como número de árvores ausentes e replantios, cubicagem (volumetria), altura das copas e presença de cipós e daninhas. O fruticultor também conta com acesso às imagens de alta resolução do pomar, georreferenciadas, atuais e históricas”, detalha.

Além disso, a ferramenta permite traçar uma linha de evolução a partir desses indicadores, permitindo o acompanhamento das ações de manejo. É possível também visualizar comparativos dos indicadores entre diferentes datas, setores, variedades e outros aspectos do pomar, e até entre fazendas.

Cada pomar monitorado pela tecnologia contribui para o aumento contínuo da base de conhecimento do sistema. Segundo Gurzoni Jr, na citricultura, os próximos passos serão a combinação dos modelos de produtividade com as condições climáticas e o histórico de manejo do pomar. “Assim será possível fazermos recomendações de aumento de produtividade, bem como o constante refinamento dos modelos de detecção de pragas, doenças e deficiências nutricionais”, conta.

Embora a tecnologia  tenha sido lançada com foco nos cítricos também pode ser usada em cultivos como café, uva, maçã e manga. A empresa já iniciou experimentos em outras culturas e em breve deve apresentar versões que poderão ajudar outros fruticultores a ampliarem seus ganhos. “Com essa ferramenta será possível definir o ponto ideal da colheita, uma necessidade de muitos produtores de frutas. Através do acompanhamento do estágio de maturação, quantidade e calibre dos frutos, eles poderão atender aos critérios de tamanho e aparência das redes varejistas e também otimizar os custos de colheita”, diz Gurzoni Jr.

A LeafSense já está sendo utilizada em diversas fazendas no Estado de São Paulo. 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.