Tereza Cristina recebe representantes dos trabalhadores na agricultura

Contag

Tereza Cristina recebe representantes dos trabalhadores na agricultura

Entidade apresentou as principais demandas do setor, como andamento dos processos de regularização fundiária
Por:
183 acessos

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) recebeu nesta terça-feira (20) representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) para discutir questões relacionadas à reforma agrária. Participaram do encontro o Secretário Especial de Assuntos Fundiários, Nabhan Garcia, e integrantes da Secretaria da Agricultura Familiar do Mapa.

Tereza Cristina ouviu as principais demandas apresentadas pela instituição, como o andamento dos processos de compra das áreas desapropriadas, a titulação das terras, aplicação de recursos na política de desenvolvimento, assistência técnica, crédito fundiário, entre outros temas. A ministra ressaltou que o governo tem interesse em resolver a questão das famílias que estão há muito tempo aguardando regularização e reiterou que, durante o contingenciamento de recursos, será dada prioridade aos pequenos e médios produtores e que é preciso dar condições para as populações mais vulneráveis produzirem. 

“Nós temos lei que tem que ser seguida, mas não temos dinheiro. Estamos saindo de uma crise. Temos que priorizar para que o orçamento chegue na ponta para os produtores”, disse. A ministra comentou que já tem pleiteado apoio junto às bancadas do Congresso Nacional para direcionar recursos com o objetivo de dar andamento aos processos de regularização fundiária nas diferentes regiões do país. Tereza Cristina também destacou que poderão ser feitos mutirões para conceder títulos aos grupos que já preencheram todos os requisitos da lei.

Nabhan Garcia afirmou que as situações em que os assentamentos foram feitos de forma irregular deverão ser ajustadas à legislação. “Estamos trabalhando para as coisas funcionarem, não interessa a ninguém ter instabilidade”, comentou o secretário.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink