TOMATE: ritmo da safra de verão diminui
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
DESACELERAÇÃO

TOMATE: ritmo da safra de verão diminui

Nos últimos dias, o aumento das temperaturas acelerou a maturação dos frutos
Por: -Aline Merladete

Contrariando as expectativas de agentes do setor, o preço médio do tomate salada pago ao produtor em março (até o dia 23) está 24% inferior ao de fevereiro, a R$ 27,84/cx (ponderado por classificação). Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, inicialmente, esperava-se que a desaceleração da safra de verão, que, de fato, vem ocorrendo neste mês, possibilitasse certa reação das cotações em alguns períodos.

Conforme dados do Cepea, a redução da demanda, devido às novas restrições para conter a pandemia de covid-19 em diversos estados brasileiros, vem dificultando o escoamento da produção e pressionando os valores. Além disso, nos últimos dias, o aumento das temperaturas acelerou a maturação dos frutos, inibindo os efeitos da desaceleração da colheita. Vale lembrar ainda que, embora a maioria das praças de verão esteja reduzindo os trabalhos de colheita, Nova Friburgo (RJ) está no pico da atividade neste mês, podendo, até abril, ofertar 50% da área cultivada na safra. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink