Trabalhadores portuários recuam e aceitam contratações sem Ogmo
CI
Agronegócio

Trabalhadores portuários recuam e aceitam contratações sem Ogmo

Decisão foi anunciada por sindicalistas
Por:

Representantes dos trabalhadores portuários recuaram em suas reivindicações na discussão da Medida Provisória 595, que altera o modelo de concessões de terminais, e aceitaram que as contratações não sejam obrigatoriamente feitas pelo Órgão Gestor de Mão de Obra (OGMO).

A decisão foi anunciada por sindicalistas nesta quinta-feira, ao final de uma reunião com integrantes do governo, em Brasília.

Os sindicalistas disseram que não ocorrerá paralisação de um dia na semana que vem nos portos, como havia sido proposto inicialmente em caso de um impasse nas discussões.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.