Transporte de insumos exigiu adequação

Imagem: Arquivo Agrolink

NA PANDEMIA

Transporte de insumos exigiu adequação

Aplicativo auxilia na contratação de cargas fundamentais
Por: -Eliza Maliszewski
144 acessos

Em 2009, segundo a Confederação Nacional de Transportes (CNT), cerca de 60% de toda a carga transportada no Brasil usou o sistema modal rodoviário. Hoje já são cerca de 90%. Com a pandemia o órgão apurou com 600 empresas de transporte de cargas e de passageiros de todos os modais que 33% dos transportadores participantes realizaram demissões. Além disso, entre as empresas que já têm empregados com redução de carga horária, 43,2% dos entrevistados esperam por novas reduções.

Tal situação impacta no transporte de cargas essenciais como as voltadas para insumos do agronegócio. Após três meses, dificuldades e oportunidades seguem surgindo. Um exemplo é o trabalho realizado por um aplicativo gratuito que liga caminhoneiros e transportadoras. Uma das medidas criadas foi o aumento de frete em produtos essenciais, como os insumos.

Outra oportunidade surgiu com o aumento das vendas por e-commerce, que aumentaram a demanda por entregas. "Não é que o setor de transportes não tenha sofrido impacto mas, em algumas áreas, foram criadas oportunidades", diz o porta-voz do Pega Carga, 
Bernardo Lage. 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink