Trigo subiu 80% em 2020
CI
Imagem: Pixabay
ESTIMATIVAS

Trigo subiu 80% em 2020 

Consultoria faz previsão para 2021
Por: -Leonardo Gottems

O preço do trigo acompanhou a tendência geral dos grãos e subiu 80% durante o ano de 2020, passando de R$ 850,00/tonelada e chegando a R$ 1.350,00/t, embora feche o ano a R$ 1.300,00/t, por pressão da colheita, mas com forte viés de alta para o primeiro semestre de 2021. A informação foi divulgada pela TF Agroeconômica. 

As razões que fizeram o trigo subir foram:  

a)  Escassez de matéria-prima, com a quebra de 1,0 milhão de toneladas na produção do Rio Grande do Sul e de 800 mil toneladas no Paraná, potencializada por estoques iniciais extremamente baixos;  

b)  Aumento da demanda por farinhas durante a pandemia. Com as famílias ficando mais em casa o aumento da produção  de  quitutes,  pães  e  bolos  foi  inevitável,  assim  como  a  concessão  de  cestas  básicas  aumentou  a demanda por farinha de pacote, macarrão e biscoitos no período;  

c)  Forte aumento anual de 29,37% do dólar, que aumentou consideravelmente os preços do trigo importado e das  farinhas argentinas e que  foi  outro  fator  importante  na  explosão dos preços do trigo em  2020,  porque puxou a cotação do trigo nacional proporcionalmente para cima. 

Para 2021 a tendência dos preços é de:  

a)  Fixar um piso ao redor de R$ 1.380,00/t FOB inicial; b)  Provavelmente subir para R$ 1.400,00/t FOB ainda em janeiro, diante da greve dos portos na argentina, que atrasou  um  mês  a  entrega  de  308  mil  toneladas  de  trigo  daquele  país,  que  deverá  provocar  aumento  da demanda por trigo nacional; 

 c)  Elevação paulatina ao redor de R$ 50,00/t/mês até R$ 1.700,00/t no primeiro semestre de 2021;  
d)  Estes preços altíssimos, que incluem lucro de 23,17% sobre os custos totais de produção deverão aumentar a área plantada para 2021 e, com isto, existirá a possibilidade de o preço cair no segundo semestre, a partir da segunda quinzena de agosto em diante. No mercado internacional, tudo vai depender do que acontecer como trigo de inverno no Hemisfério Norte, que só será conhecido a partir de março, quando começar o degelo da neve. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink