Trimestre deve ter chuva acima da média
CI
Imagem: Pixabay
AGROTEMPO

Trimestre deve ter chuva acima da média

A exceção é o Rio Grande do Sul, onde são previstos déficits hídricos
Por: -Eliza Maliszewski

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgou o prognóstico agroclimático para o período fevereiro, março e abril/2021. Depois de um começo de ano com muita chuva pelo país, diminuindo as condições de estiagem no Sul, o próximo trimestre deve seguir com precipitações acima da média ou na normalidade em grande parte do país. 

Sobre a La Niña o APEC Climate Center (APCC), centro de pesquisa sediado na Coréia do Sul, aponta uma probabilidade acima de 60% que o fenômeno vai atuar durante todo o verão 2020/2021 até meados do outono/2021, perdendo intensidade gradativamente até abril.

Confira previsão por regiões:

Região Norte 

A previsão indica maior probabilidade de que as chuvas durante o trimestre de fevereiro a abril/2021 fiquem acima da média climatológica em praticamente toda a região, podendo ficar abaixo somente no Amapá, sudoeste do Amazonas, do Acre e do Tocantins. A previsão do balanço hídrico no solo indica predomínio de excedentes hídricos em grande parte da Região Norte, exceto no norte de Roraima onde tem-se a previsão de ocorrência de déficit hídrico no solo. 

Região Nordeste 

Na Região Nordeste, a previsão indica chuvas dentro da faixa normal ou acima na parte mais ao norte, que vai do Maranhão ao Rio Grande do Norte. Em Sergipe, Bahia, interior de Pernambuco e da Paraíba, além do sudeste do Maranhão, as previsões de chuvas apontam para uma maior probabilidade de volumes abaixo da média. A previsão do balanço hídrico no solo para o mês de fevereiro/2021 indica uma grande área com deficiência hídrica que abrange a Bahia, parte leste do Nordeste e divisa do Maranhão com o Piauí. Para os meses de março e abril/2021, prevê-se uma redução da área de déficit, ocorrendo somente nos estados de Pernambuco, Alagoas, Sergipe e parte da Bahia. 

Região Centro-Oeste 

A previsão para a região indica que as chuvas deverão ocorrer acima da média sobre a maior parte da região, com exceção da parte norte do Mato Grosso e de Goiás, além do extremo sul do Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, onde a previsão indica chuvas abaixo da média. O balanço hídrico previsto pelo modelo do INMET indica áreas com valores de excedente hídrico significativos somente sobre o Mato Grosso nos meses de fevereiro e março/2021 e em Goiás no mês de março/2021. Em abril/2021, tem-se a redução dos valores de excedente hídrico em grande parte da Região Centro-Oeste e uma ampliação da área de déficit hídrico, principalmente no Mato Grosso do Sul.

Região Sudeste

O Inmet indica que as chuvas permanecerão acima da média em grande parte da Região Sudeste, exceto na metade norte de Minas Gerais, onde a previsão indica chuvas abaixo da média. A condição prevista para fevereiro/2021 indica predomínio de déficits de água no solo em praticamente toda a Região Sudeste, com exceção do Triângulo Mineiro e algumas localidades em São Paulo e parte sul do Rio de Janeiro, onde são previstos baixos valores de excedentes hídricos. Em março, está previsto uma redução da área de déficit e retorno no mês seguinte, principalmente no norte mineiro.

Região Sul 

Para a Região Sul, as previsões climáticas indicam que o trimestre deve ficar com chuvas acima da média climatológica no Paraná, Santa Catarina e nordeste do Rio Grande do Sul. Nas demais áreas do Rio Grande do Sul, devem predominar áreas dentro da faixa normal do período ou ligeiramente abaixo. Para o mês de fevereiro/2021, o modelo de previsão do balanço hídrico indica o predomínio de áreas com condições hídricas regulares na Região Sul, exceto no Rio Grande do Sul, onde são previstos valores déficits hídricos, principalmente sobre a parte oeste do estado. Já nos meses de março e abril/2021, existe uma tendência de redução das áreas de déficit hídrico, localizando-se somente sobre o norte do Paraná e leste do Rio Grande do Sul.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink