ACESSO

UE deve dominar mercado de carne de porco do Japão

Europeus podem roubar fatia americana do mercado japonês
Por: -Leonardo Gottems
91 acessos

Em 8 de Dezembro de 2017, o Japão e a União Europeia anunciaram a finalização do Acordo de Pareceria Econômica. Um dos principais resultados é que eliminará ou reduzirá significativamente as tarifas de produtos agrícolas sobre as quais a União Europeia teria que pagar altas sobretaxas, como suínos. A exportação de porcos é uma das principais exportações da UE para o Japão. Dado que o acordo vale tanto para porcos processados ou não, os americanos devem perder muito desse mercado, segundo análise do Departamento da Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

No Japão, o porco é a carne mais consumida residencialmente, sendo quase a metade das vendas de carne em 2016. As tendências de consumos não devem mudar . Os japoneses têm comido cada vez menos peixe e mais porco. A Comissão Europeia estima que o acordo eliminará tarifas em mais de 90% dos produtos agrícolas da UE, fazendo desses produtos mais atrativos para o consumidor japonês a partir de 2019.

O Japão é o terceiro mais PIB do mundo com US$ 5,4 trilhões, mas sua população diminui desde 2010. O setor agrícola do Japão é pequeno e está diminuindo lentamente. A agricultura do Japão corresponde a apenas 1,1% do PIB total e 2,9% da força de trabalho. Segundo a Organização para a Cooperação Econômica e o Desenvolvimento (OCDE), o declínio da agricultura japonesa é devido ao envelhecimento da população. A eficiência da agricultura também é limitada em função da difusa forma dos campos e os altos custos de insumos.

Entre 2013 e 2017, o Japão importou uma média de US$ 53 bilhões anualmente em produtos agrícolas no mundo. Nesse período, os Estados Unidos tiveram 25% de participação no mercado japonês, seguidos pela UE com 13%. As principais exportações americanas são milho, carne bovina, porco, soja e trigo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink