Uruguai busca transição energética com hidrogênio verde
CI
Imagem: Pixabay
MUNDO

Uruguai busca transição energética com hidrogênio verde

As empresas interessadas dialogarão diretamente com os técnicos, em intercâmbio
Por: -Leonardo Gottems

O governo uruguaio apresentou o H2U, projeto piloto de hidrogênio verde, que inclui a articulação de esforços de atores públicos, Ministério da Indústria, Energia e Minas, Ministério da Economia e Fazenda, Ancap e UTE, e privados para a transição energética. As empresas interessadas em ingressar no projeto, focado no transporte mas aberto a outras possibilidades, receberão informações em primeira mão em encontros com técnicos, enquanto, paralelamente, o país avança em um roteiro que busca consolidar o Uruguai como fornecedor e exportador de hidrogênio verde e seus derivados. 

O H2U constitui o primeiro passo da agenda que busca consolidar o Uruguai como um dos principais fornecedores e exportadores deste produto e seus derivados, explicou o governo. Uma primeira fase deste projeto se concentrará em um plano piloto de transporte, mas aberto a outras possibilidades. As empresas interessadas dialogarão diretamente com os técnicos, em intercâmbio por meio de agendamentos particulares com rígidas regras de sigilo. Posteriormente, será desenvolvido um processo de licitação aberta e competitiva para a seleção do projeto vencedor. 

À medida que as etapas do H2U avançam, o governo elabora um roadmap (com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento) no qual será incorporado todo o know-how adquirido no processo, tanto por meio de intercâmbio nacional quanto internacional. Durante o evento, o ministro da Indústria, Energia e Minas, Omar Paganini agradeceu o trabalho do setor público no projeto e o interesse da iniciativa privada, já que com a H2U pretendem lançar as bases de um projeto público-privado de longo prazo. participação. O responsável destacou que o hidrogênio verde é um dos eixos da descarbonização global e um elemento-chave para a segunda transição energética do Uruguai. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink