Vai chover, a estiagem continua e os prejuízos com a seca saem da agenda
CI
Agronegócio

Vai chover, a estiagem continua e os prejuízos com a seca saem da agenda

Há previsão de boas chuvas a partir desta quarta-feira no RS
Por:
Há previsão de boas chuvas a partir desta quarta-feira no Rio Grande do Sul É uma boa notícia para a safra de verão (arroz, milho e soja, que são os que importam) mas nada superará as perdas já cristalizadas no campo. Que vão a mais de R$ 17 bilhões. 

É notável que o problema da estiagem esteja saindo da pauta dos governos e da mídia, justamente no momento em que mais e mais municípios decretam estado de emergência. 

No Piratini, as prioridades são os aumentos salariais, a previdência pública e a vistoria de carros, assuntos estritamente ligados aos interesses corporativos e arrecadatórios, pelo menos nos horários em que o governo não se ocupa de tratar a doce e cocada a escumalha da esquerda global reunida no Fórum Social Mundial.

Só quem parece insistir em aprofundar o debate sobre a estiagem é o Deputado Luis Carlos Heinze, PP, que tenta “vender” seu plano de investir dinheiro público e privado para elevar para três milhões de hectares o total de terras irrigadas, num plano de dez anos. Rogério Porto, ex-secretário de Irrigação no governo Yeda, disse ontem ao editor que no momento o Rio Grande do Sul irriga 1,2 milhão de hectares, dos quais 1,1 milhão só com arroz. O Brasil irriga atualmente cerca de 4 milhões de hectares.

CLIQUE AQUI para ler a proposta de Heinze

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.