Vazio Sanitário da Soja terá duração de 90 dias em MG

Agronegócio

Vazio Sanitário da Soja terá duração de 90 dias em MG

Para o secretário Municipal de Agricultura de Uberaba, José Humberto Guimarães, os produtores estão mais conscientes da necessidade de seguir as regras
Por:
531 acessos
A ferrugem asiática, doença que destruiu plantações inteiras de soja em Minas Gerais em 2004 e 2005, ainda não foi esquecida por agricultores. Contudo, ontem passou a valer, novamente, um aliado no combate à praga - o vazio sanitário da soja.

A área limpa, sem lavoura, não traz lucros para Pedro Donizete. Mas ajuda e muito a não trazer prejuízos. O vazio sanitário foi uma estratégia criada em 2005 para impedir a proliferação da ferrugem asiática nas lavouras de soja, doença que acabou com plantações inteiras em 2004 e 2005. Hoje, além de Minas Gerais, oito estados já adotam a medida do vazio sanitário. Durante 90 dias o cultivo da soja no período da entressafra está proibido.

O município de Uberaba lidera o ranking estadual da produção do grão. São 300 produtores que, juntos, atingiram quase 300 mil toneladas de soja no ano passado. Mas, para que os índices se mantenham ou mesmo aumentem, é necessário que todos cumpram as exigências.

E isso é o que explica o secretário Municipal de Agricultura de Uberaba, José Humberto Guimarães. Para ele, os produtores estão mais conscientes da necessidade de seguir as regras. A fiscalização já começou. É importante ninguém se esquecer porque um detalhe como este pode fazer com que todos percam. Lembrando: a proibição começou ontem e dura 90 dias.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink