Webinar vai abordar cigarrinha-do-milho
CI
Imagem: Marcel Oliveira
EVENTO

Webinar vai abordar cigarrinha-do-milho

Evento acontece 30 de novembro, das 10 às 12h e vai tratar dos enfezamentos
Por:

A demanda por milho vem crescendo ano após ano e impactando diretamente o preço do produto. No Brasil, a saca de 60kg fechou o mês de outubro cotada a R$ 84,00. Uma reação ao aquecimento do mercado internacional, aos baixos estoques internos e a forte valorização do dólar frente ao real.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), prevê que a produção da safrinha de milho 2021chegue a 76,7 milhões de toneladas, um crescimento de 2,3% em comparação a 2020. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), o grande interesse da China pelo milho brasileiro, fez com que os produtores do estado vendessem 40% da safrinha 2021 ainda no primeiro semestre de 2020. Em todo o país, a estimativa é de que 35% da produção futura do milho safrinha brasileiro já estejam comercializados.

Este cenário levou o Brasil a produzir duas e até 3 safras anuais do grão em diversas regiões. Seja cultivado ou tiguera (voluntário), a presença constante de milho no campo cria um ambiente favorável ao aumento das populações de cigarrinha-do-milho e do complexo de doenças de enfezamentos que podem causar redução de até 100% na produção da planta infectada.

Ações de monitoramento realizadas por empresas associadas à CropLife Brasil, mostram que a ocorrência dos enfezamentos e os níveis populacionais da cigarrinha-do-milho (Dalbulus maidis) aumentaram em diversos estados brasileiros, principalmente a partir da safra 2015/16. Os maiores surtos foram identificados em regiões da Bahia, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul e no Paraná.

Há bastante tempo, pesquisadores da Embrapa vem estudando a cigarrinha-do-milho e o complexo de vírus e bactérias que causam enfezamentos. Diversos materiais técnicos já foram publicados para orientar produtores e outros profissionais da área sobre o manejo de doenças disseminadas pela cigarrinha-do-milho.

A ADAPAR (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná) disponibilizou, recentemente, um aplicativo para ajudar no monitoramento do milho tiguera (plantas voluntárias) e da cigarrinha-do-milho, com o objetivo de coletar informações para auxiliar os pesquisadores no desenvolvimento de estratégias adequadas de manejo fitossanitário.

Para tratar destes assuntos, a CropLife Brasil realizará o Webinar “Manejo fitossanitário dos enfezamentos e da cigarrinha-do-milho”.

WEBINAR “MANEJO FITOSSANITÁRIO DOS ENFEZAMENTOS E DA CIGARRINHA-DO-MILHO”
Data: 30/11/2020, das 10 às 12h

PROGRAMAÇÃO

Moderador: Sérgio Abub (Embrapa)
10:00 – 10:20 Abertura

Christian Lohbauer (CropLife Brasil) e Carlos Goulart (MAPA)
10:20 – 10:50 Cigarrinhas e o complexo de enfezamentos do milho

Charles Martins de Oliveira (pesquisador EMBRAPA)
10:50 – 11:10 Boas Práticas para o manejo dos enfezamentos e da cigarrinha-do-milho

Paulo Garollo (Bayer)
11:10 – 11:30Ações para o monitoramento no Paraná

Marcílio Araújo (ADAPAR)
11:30 – 12:00 Perguntas e Respostas

Para mais informações e Inscrições acesse o site.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink