Yara doa R$ 5 mi para retomada da economia
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,632 (-1,41%)
| Dólar (compra) R$ 5,51 (-1,34%)

Imagem: Pixabay

PANDEMIA

Yara doa R$ 5 mi para retomada da economia

Iniciativas devem impactar aproximadamente 4 milhões de pessoas
Por:
304 acessos

Sete meses após o início do novo coronavírus no Brasil, a Yara já entregou quase R?2 milhões em doações e agora anuncia a ampliação do investimento para um total de R? 5 milhões, com foco nos novos desafios que surgiram a partir do avanço da doença no País. Para a companhia, tão importante quanto mitigar os impactos do COVID-19 nos municípios é colaborar com a retomada econômica e, por isso, intensifica suas ações nesse sentido, especialmente nas comunidades em que está inserida, com operações ou atuação comercial.

Uma das prioridades da Yara sempre foi a infraestrutura de saúde das cidades, uma das áreas mais atingidas pela pandemia. A companhia já destinou mais de R?1,8 mi para compra de equipamentos e insumos hospitalares, beneficiando assim 65 municípios, com destaque para a rede pública de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, onde a empresa tem um de seus maiores projetos. Com o novo aporte, a ajuda ao Hospital Universitário de Rio Grande (RS) continuará por meio da aquisição de equipamentos de UTI, de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e de kits de teste do COVID-19. Em meio a outras localidades, as cidades de Serra do Salitre (MG) e Cruzeiro da Fortaleza (MG) também estão entre as contempladas, com ajuda para a compra de equipamentos de saúde nesta nova fase.

Outra importante colaboração da empresa que será mantida é a distribuição de máscaras caseiras por meio de iniciativas como a recente parceria firmada com projeto Máscara + Renda, da Rede Asta, que faz o mapeamento de costureiras de todo o Brasil em situação de vulnerabilidade social e que perderam a renda mensal durante a pandemia, visando oportunidades de geração de renda e capacitação dessas profissionais. Para essa ação, a Yara vai garantir a produção de mais de 54 mil máscaras. Essas peças produzidas são doadas a instituições localizadas pelas próprias costureiras. "Além de ajudar quem precisa da máscara para proteção individual, a iniciativa também é uma forma de fortalecer o empreendedorismo, especialmente o feminino, e garantir os direitos da mulher, movimentando a economia local", afirma Mônica Bacchiega, coordenadora de Sustentabilidade na Yara Brasil. Até o momento, a empresa, apoiando outros projetos nessa mesma linha, já colaborou com a confecção de quase 70 mil máscaras em todo o país, envolvendo 50 costureiras.

Em outra frente de atuação, segue o apoio aos pequenos produtores que mais sentem os impactos econômicos da pandemia de forma a garantir o sustento familiar, como o que já acontece com os agricultores de hortifrutis do Cinturão Verde de São Paulo (SP). Até agosto, um total de sete toneladas de hortifrutis foram doados a milhares de famílias carentes em todo o Estado de São Paulo por meio de parceria com a ONG Grupo de Mulheres do Brasil, e que contou com o apoio na distribuição do Rotary Club Cubatão, Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, CUFA (Central Única das Favelas) e o Sesc de São Paulo.

De forma a colaborar com o desenvolvimento das localidades onde atua, a Yara está estruturando uma parceria para levar informação e capacitação para micro e pequenos empreendedores dos segmentos mais impactados em função da pandemia. Esse projeto prevê ainda um auxílio maior para os pequenos negócios que atuam na cadeia produtiva dos alimentos e no apoio à cadeia de valor do agronegócio. Isso proporcionará uma atuação direta com os empreendedores de forma a auxiliar aproximadamente 10 mil pequenas empresas em todo o Brasil. "Essa ação está bastante alinhada com o próprio negócio da empresa, de levar conhecimento e engajar a cadeia, dois fatores tão importantes e com um grande potencial de gerar resultados duradouros", declara Mônica Bacchiega.

Outra novidade é que, para ajudar estudantes e professores no retorno às salas de aula em formato presencial, a empresa passa a integrar o projeto Fique Bem. Com materiais de apoio educacional, e por meio da ciência e tecnologia, o projeto cria estratégias para auxiliar professores e alunos da Educação Infantil, Ensinos Fundamental e Médio a enfrentar uma nova realidade. Além desta parceria, a Yara ajudará as escolas das localidades onde a empresa está presente para que haja uma retomada segura das aulas presenciais. Para isso, serão doados equipamentos de proteção coletiva, como totens de álcool gel. Outra opção de apoio é a oferta de infraestrutura para as aulas em formato online.

"Todas essas ações vão desempenhar um papel fundamental em contribuir para a continuidade mais segura e tranquila na retomada das atividades sociais e econômicas, para que os negócios sigam avançando até que tenhamos uma vacina e a pandemia acabe", explica Carlos Lienstadt, vice-presidente de Recursos Humanos e Comunicação da Yara Brasil. "Essa ampliação da doação reforça o nosso compromisso em buscar uma sociedade colaborativa e um mundo sem fome. Estamos atendendo demandas que identificamos nas comunidades em que estamos presentes, em linha ao nosso compromisso sólido com as pessoas e com o país", completa.

Tanto na área de Educação quanto de Saúde, a empresa seguirá com o mesmo conceito de diálogo com os gestores das secretarias municipais de saúde, de assistência social e educação; de instituições administram hospitais para levantar as necessidades mais urgentes de cada região. O direcionamento das ações está alinhado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e conceitos éticos que balizam as decisões de Responsabilidade Social Corporativa da Yara.

Cuidado 360º

Em paralelo, a empresa anunciou a volta dos mais de mil colaboradores em home office aos escritórios somente no início de 2021. Aqueles que atuam em atividades operacionais continuam a seguir os protocolos de segurança, com as adequações necessárias para esta nova realidade, como a reorganização do layout de refeitórios e a aferição diária da temperatura de todos. Programas de saúde e bem-estar do colaborador, com pesquisas constantes de avaliação psicológica e o acompanhamento de profissionais especializados, seguem de forma periódica. As equipes de campo também permanecem conduzindo os contatos com produtores em ambiente 100% virtual, por meio de treinamentos online, webinars sobre temas diversos para os clientes, atualizações periódicas sobre movimentações do mercado, entre outros conteúdos informativos, visando aproximar e movimentar toda a cadeia produtiva nesta nova realidade.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink