Lagarta rosca

(Agrotis ipsilon)

Culturas Afetadas: Geral, Abóbora, Abobrinha, Acelga, Agrião, Alface, Algodão, Alho, Batata, Batata yacon, Berinjela, Beterraba, Brócolis, Cebola, Chalota, Chicória, Chuchu, Couve, Couve-chinesa, Couve-de-bruxelas, Couve-flor, Espinafre, Feijão, Fumo, Gengibre, Jiló, Mandioquinha-salsa, Maxixe, Melancia, Milho, Nabo, Pimenta, Pimentão, Quiabo, Rabanete, Repolho, Rúcula, Soja, Soja (Pré-plantio), Tomate, Trigo

Os adultos são mariposas de 35 mm de envergadura. Este inseto apresenta grande capacidade de postura, sendo que uma fêmea pode colocar em média 1000 ovos.

Danos: A lagarta-rosca vive enterrada no solo, à pequena profundidade, junto às plântulas. Sai a noite para cortar as plântulas rente ao solo. Em plantas mais desenvolvidas pode provocar o sintoma de “coração morto”, ao abrir galerias, ou provocar o perfilhamento excessivo destas, gerando uma touceira. Sua ocorrência pode estar associada a presença de plantas hospedeiras na lavoura antes da semeadura, como língua-de-vada e caruru.

Controle: Em áreas com histórico de incidência da praga é recomendado o tratamento de sementes com inseticidas sistêmicos e a eliminação antecipada de plantas invasoras hospedeiras, visto que as mariposas preferem ovipositar em plantas ou restos culturais ainda verdes. Em áreas menores é recomendado também a distribuição de iscas preparadas a base de farelo, melaço e um inseticida sem odor.

Deslize o dedo na tabela abaixo para movê-la horizontalmente
Mostrando 1 até 12 de 51