Pinta preta (Alternaria grandis)
CI

Pinta preta

(Alternaria grandis)

Culturas Afetadas:

A pinta preta é causada pelo fungo Alternaria grandis.

Danos

Este fungo se reproduz apenas por meio do processo assexuado, formando grande número de esporos denominados conídios. Estes esporos são multicelulares, possuem parede escura que os protege da radiação solar e são facilmente dispersos pelo vento. Combinadas, estas características contribuem para o sucesso reprodutivo do patógeno, a fácil dispersão de inóculo e a geração de grande número de lesões numa lavoura de batata.

Os restos culturais constituem fonte de inóculo de grande relevância epidemiológica para a pinta preta, pois o patógeno pode sobreviver por alguns meses neste material. Os conídios dependem de água para germinar. Adicionalmente, a reprodução do patógeno é favorecida sob condições de alta umidade. As faixas de temperaturas adequadas para o desenvolvimento de epidemias de pinta preta no Brasil variam de 24 a 28ºC.

O patógeno tem período de incubação e latente curto e vários ciclos desta doença pode ocorrer durante o desenvolvimento da cultura se houver condições favoráveis (interação patógeno-hospedeiro-ambiente).

Os sintomas mais comuns de pinta preta são manchas necróticas no limbo foliar e pecíolo de folhas e folíolos. As manchas são de formato circular, de cor marrom, e podem apresentar anéis concêntricos. Conídios são produzidos pelas plantas infectadas em grandes quantidades sendo rápido e facilmente dispersos pelo vento, podendo chegar a longas distâncias. Atualmente, epidemias de pinta preta podem desenvolver em curto espaço de tempo, e em alta intensidade. Não pode haver desatenção para com as medidas de manejo empregadas nas culturas. Um erro pode ser fatal.

No Brasil, os danos podem ocorrer em qualquer época do ano, mas a intensidade da doença é maior em períodos chuvosos. A severidade da pinta preta é maior ao final do ciclo. Devido à natureza policíclica da doença e a capacidade do patógeno em produzir grandes quantidades de inóculo secundário, epidemias de pinta preta são difíceis de controlar.

Em condições de alta severidade de pinta preta, ocorre necrose e morte total dos tecidos das plantas. Consequentemente, a produção e qualidade dos tubérculos pode ser drasticamente reduzida e as perdas de produção podem chegar a 100 %.

Controle

Recomenda-se o uso de produtos registrados para a cultura e problema.

Fotos

Produto Produto Empresa Ingrediente Ativo
Verango Prime Verango Prime Bayer Fluopiram

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.