Bula Fertox - AllierBrasil

Bula Fertox

acessos
Fosfeto de alumínio
2304
AllierBrasil

Composição

Fosfeto de alumínio 560 g/kg Inorgânico

Classificação

Inseticida
I - Extremamente tóxica
III - Produto perigoso
Não inflamável
Corrosivo
Fumigante em Pastilhas, Comprimidos e Sachês (FF)
Contato

Arroz Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Besouro castanho
(Tribolium castaneum)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Gorgulho dos cereais
(Rhyzopertha dominica)
10 comprimidos de g/m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Arroz - Armazenado Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Gorgulho
(Sitophilus zeamais)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Aveia Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Besouro castanho
(Tribolium castaneum)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Gorgulho
(Sitophilus zeamais)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Gorgulho
(Sitophilus oryzae)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Traça
(Sitotroga cerealella)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Café Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Caruncho
(Araecerus fasciculatus)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Cevada Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Besouro castanho
(Tribolium castaneum)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Gorgulho
(Sitophilus zeamais)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Gorgulho dos cereais
(Rhyzopertha dominica)
10 comprimidos de g/m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Feijão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Caruncho do feijão
(Zabrotes subfasciatus)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Fumo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Caruncho do fumo
(Lasioderma serricorne)
5 Comprimidos de 0,6 g / m³ - - Reaplicar caso necessário. UNA. Nos primeiros sintomas de infestação
Milho Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Besouro castanho
(Tribolium castaneum)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Gorgulho
(Sitophilus oryzae)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Soja Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Besouro castanho
(Tribolium castaneum)
2 past.chatas/m3 - - Único. 3 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Besouro castanho
(Tribolium castaneum)
5 comprimidos de g/m³ - - Único. 3 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Caruncho
(Callosobruchus maculatus)
1 past.chatas/m3 - - Único. 3 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Gorgulho
(Sitophilus zeamais)
2 past.chatas/m3 - - Único. 3 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Gorgulho
(Sitophilus zeamais)
5 comprimidos de g/m³ - - Único. 3 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Gorgulho dos cereais
(Rhyzopertha dominica)
5 comprimidos de g/m³ - - Reaplicar caso necessário. 3 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Traça indiana da farinha
(Plodia interpunctella)
1 past.chatas/m3 - - Único. 3 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Traça indiana da farinha
(Plodia interpunctella)
5 comprimidos de g/m³ - - Único. 3 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Trigo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Besouro castanho
(Tribolium castaneum)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Gorgulho
(Sitophilus oryzae)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Trigo - Armazenado Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Gorgulho
(Sitophilus zeamais)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação
Traça
(Sitotroga cerealella)
1 sachê/6 m³ - - Reaplicar caso necessário. 4 dias. Nos primeiros sintomas de infestação

Lata - (embalagem de 204 gramas cada) - folhas de flandres recravada - contendo 6 sachets(sacos) de papel poroso de 34g cada
Lata - (embalagem de 396 gramas cada) - folha de flandres recravada - com 4 cartelas de polietileno contendo 165 comprimidos de 0,6g cada.
Lata - (embalagem de 408 gramas cada) - folhas de flandres recravada -contendo 12 sachets(sacos) de papel poroso de 34g cada
Lata - (embalagem de 900 gramas cada) - folhas de flandres recravada -contendo 15 tubetes de alumínio para 60g
Lata (embalagem de 3.400 gramas) - folhas de flandres recravada -com 25 pastilhas de 3g cada
Lata (embalagem de 16 tubetes) - alumíno -com 25 pastilhas de 3g cada
Frasco - (embalagem de 204 gramas cada) - alumínio - contendo 80 pastilhas de 3g cada ou contendo 400 comprimidos de 0,6g cada
Frasco - (embalagem de 1 kg) - alumínio - contendo 1666 comprimidos de 0,6g cada
Frasco (embalagem de 1,5 kg) - alumínio -contendo 500 drágeas de 3g cada
Frasco (embalagem de 1 kg) - alumínio -contendo 333 drágeas de 3g cada
Balde (embalagem de 3.168 gramas) - folhas de flandres recravada –contendo 1056 pastilhas de 3g cada
Tubete (embalagem de 75g)- alumínio - com 25 pastilhas de 3g cada.
Caixa (embalagem de 120g)- papelão -com 40 envelopes aluminizados, contendo 1 pastilha de 3g cada.
Caixa (embalagem de 360g)- papelão -com 40 envelopes aluminizados, contendo 3 pastilha de 3g cada

Balde (embalagens de 9kg 10,5kg, 12kg, 13,5kg, 15kg e 16,5kg; ) – metálico com sacos de alumínio flexível contendo comprimidos de 0 6g cada
Lata (embalagens de 288g) - folha flandres 8 tubetes de alumínio com 60 comprimidos 0,6g cada
Lata (embalagens de 204, 340, 408, 850, 1700 e 3400g): folha de flandres saches de 34g cada
Lata (embalagens de 680g)-folha de flandres contendo 20 saches de 34g cada
Garrafa (embalagens de 90, 100, 108, 120, 300, 399, 498, 1000 e 1.500 g)alumínio/pastilhas de 3g ou comprimidos de 0,6g cada
Frasco (embalagens de 300, 1000, 1.500g)- plástico coex/pastilhas de 3g ou 166 comprimidos de 0,6g cada
Lata (embalagens de 189; 360; 540; 630; 675; 720; 900; 1800; 2250g) – folhas de flandres/envelopes aluminizados com 3 pastilhas de 3g cada
Saco (embalagens de 360, 630, 675, 900, 1800g)- alumínio flexível/envelopes aluminizados com 3 pastilhas de 3g cada
Lata (embalagens de 600, 720, 1200, 1440, 2550 e 3060g)-folha de flandres tubetes de plástico coex com pastilhas 3g cada
Lata (embalagens de 288 504 600 624 672 900 14402268 2700 2808 2916 5775 6006 e 6237 gramas)folha de flandres com tubetes de alumínio com pastilhas de 3g cada
Envelope- aluminizado de 9,0 g
Barrica (embalagens de 360, 450, 540, 630, 720, 810, 900 gramas): papelão/envelopes aluminizados 3 pastilhas de 3g cada

INSTRUÇÕES DE USO:

CULTURAS, PRAGAS E DOSES*:
Vide a seção “Indicações de Uso/Doses”

(*)Doses para tratamento de grãos:

Expurgo em sacaria: ( Sacos de 60 Kg ):
- Usar 10 comprimidos de 0,6 g gramas/m³ ou 2 comprimidos de 3 gramas / m³ ou um sachet de 34 g /6 m ³ do produto formulado (equivalente a 2 gramas de fosfina / m³ ), por um período de 96 horas.

Expurgo a granel: Silos e Graneleiros:
- Usar 10 comprimidos de 0,6 g gramas/m³ ou 2 comprimidos de 3 gramas / m³ ou um sachet de 34 g /6m ³ do produto formulado (equivalente a 2 gramas de fosfina / m³ ), por um período de 96 horas.

Fumo:
Usar 5 comprimidos de 0,6g/m³ ou 1 pastilha de 3g/m³ ou 1 sachet de 34g/11,33 m³ do produto formulado (equivalente a 1 grama de fosfina / m³, por um período de 120 a 240 horas.



Recomendam-se estas doses tanto para o tratamento do fumo bruto como do fumo manufaturado.

Soja:
- Traça indiana (Plodia interpunctella) e Caruncho (Callosobruchos maculatus) usar 1 (um) sachet, contendo 34 gramas, que corresponde a 19,04 gramas de ingrediente ativo (fosfeto de alumínio) no tratamento de 11 m3 de massa de grãos. (Equivalente a 1g de Fosfina/m³)

- Gorgulho (Sitophilus zeamais) e Besouro Castanho (Tribolium castaneum) e usar 1 (um) sachet, contendo 34 gramas, que corresponde a 19,04 gramas de ingrediente ativo (fosfeto de alumínio) no tratamento de 5,5 m3 de massa de grãos. (Equivalente a 2g de fosfina/m³)

Período exposição de 72 horas.

2. NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:
O produto é aplicado quando há sintomas de infestação. Sendo o produto de contato, sempre que houver re-infestação haverá necessidade de aplicação do produto.

Soja: aplicar uma vez, na fumigação de soja a granel nos porões de navios destinados a exportação.

3. MODO DE APLICAÇÃO:
O produto pode ser aplicado no expurgo de arroz, aveia, café, cevada, feijão, milho, fumo, trigo e soja.
Para os grãos de arroz, aveia, café, cevada, feijão, milho, trigo e soja armazenados podem ser expurgados de várias formas:

• Em tendas plásticas (graneleiro e sacaria), hermeticamente fechadas com cobras de areia.

• Em armazéns fechados, onde se fumiga todo o volume do armazém, o qual tem que estar hermeticamente fechado para que não haja escape do gás.


• Em silos os quais devem estar bem fechados para que não haja escape do gás. Introduz-se as pastilhas de fosfeto de alumínio com o auxílio de sondas, cujas extremidades inferiores apresentem aletas, que se abrem para deixar cair as pastilhas, sendo que estas são distribuídas a diferentes alturas, conforme o volume ou tonelagem.

• O produto em sachet (saco) deve ser distribuído, após se constatado às condições de hermeticidade, nas doses recomendadas para cada tipo de armazenamento;
Sacarias: distribuir o produto espaçadamente entre os sacos (sobre as pilhas) ou no piso, em pequenas caixas ao lado do lote a ser expurgado.
Graneleiros e silos: distribuir o produto nos dutos do sistema de expurgo existente ou durante a operação de carregamento (silos verticais) ou distribuídos com sondas manuais (silos horizontais).


Para os grãos de soja destinados à exportação devem ser aplicados nos porões de navios da seguinte forma:


• Deve-se utilizar pedaços de tiras de lençol plástico de boa espessura e fita adesiva, assegurando-se da perfeita vedações dos porões e da impossibilidade de vazamentos para áreas limítrofes com presença da tripulação, procurando fechar bem todo ponto, onde o gás fosfina pode escapar, como exemplo, escotilhas de acesso, orifício de exaustores do teto, etc.
• Anteriormente, deve-se estender os sachets em tiras nas superfícies dos grãos de soja e enterrá-los entre 20 a 30 cm de profundidade.


Obs: O expurgo para fins de exportação de soja em grãos, deve ser realizado por empresa credenciada no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento-MAPA;

A critério do Engenheiro Agrônomo ou técnico responsável as condições de aplicação poderão ser alteradas, por exemplo, em locais com circulação de ar forçado.

INTERVALO DE SEGURANÇA:
Arroz, milho, feijão, cevada, aveia e café e trigo:...............4 dias.
Fumo...................................................................................UNA
Soja.....................................................................................3 dias
UNA – Uso Não Alimentar

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E AREAS TRATADAS:
(De acordo as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana - ANVISA/MS).

LIMITAÇÕES DE USO:
Fitotoxicidade:
O produto quando utilizado nas doses recomendadas não apresenta fitotoxicidade nem afeta o poder germinativo.
Compatibilidade:
O produto não deve ser utilizado com outros agrotóxicos.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de pragas (ex. controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados.

• Qualquer agente de controle de pragas pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência.
• Recomenda-se as seguintes estratégias de manejo de resistência, pode-se prolongar a vida útil dos inseticidas e acaricidas:
• Qualquer produto para controle de pragas da mesma classe ou de mesmo modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga;
• Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula;
• Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.