Bula Fipronil 80 WG Gharda - Biorisk

Bula Fipronil 80 WG Gharda

Fipronil
11417
Biorisk

Composição

Fipronil 800 g/kg

Classificação

Formicida, Cupinicida, Inseticida
II - Altamente tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Granulado Dispersível (WG)
Contato, Ingestão

Algodão

Frankliniella schultzei (Tripes)

Tipo: Barrica
Material:Papelão
Capacidade: 20;25;30;35;40;45;50;55;60;65;70;75;80;85;90;95;100 kg

Tipo: big bag
Material: Plástico
Capacidade:200;250;300;350;400;450;500;550;600;650kg

Tipo: Bombona
Material:Plástico
Capacidade:2;2,5;3;4;5;6;7;8;9;10;15;20;25 kg

Tipo:Frasco
Material:Plástico
Capacidade:0,05;0,1;0,15;0,2;0,25;0,3;0,35;0,4;0,45;0,5;0,55;0,6;0,65;0,7;0,75;1,0;1,2;1,25;1,5kg

Tipo: Saco Multifoliado
Material: Papel Kraft
Capacidade:0,5;1,0;1,5;20kg

Tipo: Saco
Material: Papel/Plástico/metálico
Capacidade:0,005;0,01;0,015;0,02;0,025;0,03;0,035;0,04;0,045;0,05;0,1;0,15;0,2;0,25;0,3;0,35;0,4;0,45;0,5;0,55;0,6;0,65;0,7;0,75;1,0;1,25;1,5;2,0;3,0;4,0;5;6;7;8;9;10;15;20;25 kg

Tipo: Tambor
Material: Plástico/Metálico
Capacidade:75;100;125;200 kg

INSTRUÇÕES DE USO:
O FIPRONIL 80 WG GHARDA é um cupinicida e inseticida de contato e ingestão do grupo químico pirazol recomendado para o controle de pragas conforme especificado abaixo:

NUMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:
ALGODÃO:
Tripes: Aplicar o produto quando encontrar plantas com folhas deformadas e em média 6 tripes por planta, até a idade onde a praga provoca dano econômico (15 a 20 dias após a emergência da cultura). Número máximo de aplicações: 1.
Curuquerê: 1.Quando encontrar em média 1 (uma) lagarta por planta quando a cultura não tiver "maçãs" abertas. 2.Quando encontrar em média 2 (duas) lagartas por planta e a cultura já possuir "maçãs" abertas. Número máximo de aplicações: 1.
Bicudo: Iniciar as aplicações quando encontrar 5% das estruturas de frutificação danificadas, fazendo baterias de 3 aplicações com intervalo de 7 dias entre aplicações. Número máximo de aplicações: 3

BATATA:
Para controle da Larva-alfinete realizar a aplicação em jato dirigido no sulco de plantio da cultura no momento da semeadura na dose de 150 g. p.c./ha (120 g. i.a./ha) com equipamento adaptado e bico de jato piano (leque) a uma vazão de 150 a 300 litros de calda por hectare. Fazer uma complementação na dose de 200 g. p.c./ha (160 g. i.a./ha) no momento da "amontoa" (15 a 25 dias ap6s a semeadura), cobrindo o produto imediatamente com terras ap6s aplicações. Número máximo de aplicações: 2.

CANA-DE-ACOCAR/ PLANTIOS NOVOS: Sulco de Plantio:
Cupins e Broca-da-cana: Realizar a aplicação preventivamente no sulco de plantio no momento da semeadura da cultura com auxilio de pulverizadores adaptados com bicos de jato piano (leque). Utilizar as doses mais baixas 200 g. p.c./ha (160 g. i.a./ha) para controle de cupim sem área onde as infestações sejam reconhecidamente baixas. A dose maior, 250 g. p.c./ha00 g.i2 i.a./ha) para níveis de infestações médios a altos. Número máximo de aplicações: 1.
Miqdolus: Em áreas de baixa incidência da praga, utilizar a dose de 500 g. p.c./ha (400 g. i.a./ha) em uma única aplicação com auxilio de pulverizadores tratorizados adaptados com bico de jato piano (leque) a uma vazão de 300 litros de calda por hectare no sulco de plantio no momento da semeadura da cultura.
Áreas de alta infestação utilizar o parcelamento de doses, sendo: 400 g. p.c./ha (320 g. i.a./ha) pulverizado na base do arado de aiveca, formando uma barreira química no subsolo contra o ataque da praga, complementado com a dose de 250 g. p.c./ha (200 g. i.a./ha) aplicado no sulco de plantio no momento da realização da semeadura da cultura. Número máxima de aplicações: 2.

CANA-DE-AÇUCAR/ SOQUEIRA:
Para controle de cupins, realizar a aplicação com equipamentos pulverizadores adaptados para tal função com uma vazão de 300 litros de calda por hectare, abrindo um sulco lateral de cada lado da soqueira, procurando sempre colocar o produto abaixo do nível do solo e na região de maior ocorrência de raízes da cultura. Aplique somente após ser constatado a presença da praga na área, e acima do nível de dano econ6mico. Número máximo de aplicações: 1.
MILHO:
Larva-alfinete: No controle da larva-alfinete, proceder a aplicação preventivamente em jato dirigido no sulco de plantio no momento da realização da semeadura, com equipamento adaptado e bico de jato piano (leque) a uma vazão de 250 a 300 litros de calda por hectare, cobrindo o produto que foi pulverizado imediatamente com terra. Número maximo de aplicações: 1.
Pão-de-galinha: Para o controle do Pão-de-galinha o produto poderá ser aplicado no sulco de plantio no momento da semeadura com o auxilio de pulverizadores específicos de tal forma que haja uma distribuição homogênea do produto. NUMERO máximo de aplicações: 1.
SOJA:
Tamanduá-da-soja: No controle do Tamanduá-da-soja, fazer a aplicação em pulverizada com equipamento dotado de bico de jato c6nico e vazão de 100 a 200 litros de calda por hectare, assim que for constatada a presença de adultos do inseto na área. Número máximo de aplicações: 1.

MODO DE APLICACAO:
0 produto poderá ser aplicado com equipamentos tratorizados adaptados com bico de jato leque (piano) ou c6nico, dependendo do alvo a ser atingido, e a uma vazão de 100 a 300 litros de calda por hectare, procurando sempre colocar o produto no local de ocorrência da praga a ser controlada.

CONDICOES CLIMATICAS:
Temperatura: máxima 27° C
Umidade relativa do ar: mínima 55%
Velocidade de ventos: máxima 10 km/hora (3 m/seg)
Considerar sempre que a umidade relativa do ar ~ o elemento mais importante na maior ou menor velocidade de evaporação das gotas. Lembrar que as gotas muito finas não atingem adequadamente o alvo, e tem deriva major, enquanto que gotas muito grossas d'Ao uma deposição inadequada e escorrem para o solo.
INTERVALO DE SEGURANCA:

Culturas Intervalo de Segurança
Algodão 30 dias
Batata (1)
Cana-de-açúcar (Aplicação no sulco de plantio) (1)
Milho (1)
Soja 60 dias
(1) Intervalo de segurança não determinado devido a modalidade de emprego.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E AREAS TRATADAS: Mantenha afastado da área de aplicação crianças, animais domésticos e pessoas desprotegidas.
Caso necessite entrar na área tratada antes de 24 horas ou se as partes tratadas estiverem úmidas, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITACOES DE USO:
Não há desde que siga as recomendações de uso do produto.
INFORMACOES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE PROTECAO INDIVIDUAL A SEREM UTILIZADOS:
- Utilize equipamentos de proteção individual — EPI: macacão de algodão hidrorepelente com mangas compridas passando por cima do punho das luvas e as pernas das calças por cima das botas. Utilizar luvas e botas de borracha, avental impermeável, mascara com filtro de carvão ativado, Óculos de proteção e touca árabe.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana - ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de pragas (ex.: Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado.

Qualquer agente de controle de inseto pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se o inseto-alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. O Comitê Brasileiro de Ação a Resistência a Inseticidas - IRAC-BR recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI), visando prolongar a vida útil dos mesmos:
? Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga.
• Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula
• Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais para o MRI.
• Incluir outros métodos de controle de insetos (ex: Controle Cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado.
Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais para o Manejo Integrado de Pragas.