Bula Maxport - De Sangosse
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,640 (-1,19%)
| Dólar (compra) R$ 5,51 (-1,30%)

Bula Maxport

Cinetina; Ácido Giberélico; Ácido Indol Butírico
5520
De Sangosse

Composição

Cinetina 0,09 g/L
Ácido giberélico 0,05 g/L
Ácido 4-indol-3-ilbutírico 0,05 g/L

Classificação

Terrestre/Aérea/Tratamento de sementes
Regulador de crescimento
Não Classificado
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Concentrado Solúvel (SL)
Regulador de crescimento

Alface

Calda Terrestre Dosagem
Lactuca sativa (Alface)

Arroz

Calda Terrestre Dosagem
Oryza sativa (Arroz) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Café

Calda Terrestre Dosagem
Coffea arabica (Café) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Cana-de-açúcar

Calda Terrestre Dosagem
Saccharum officinarum (Cana de açúcar) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Cevada

Calda Terrestre Dosagem
Hordeum vulgare (Cevada) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Citros

Calda Terrestre Dosagem
Citrus spp (Citros)

Feijão

Calda Terrestre Dosagem
Phaseolus vulgaris (feijão) (Feijão) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Milho

Calda Terrestre Dosagem
Zea mays (Milho) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Soja

Calda Terrestre Dosagem
Glycine max (Soja) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Trigo

Calda Terrestre Dosagem
Triticum aestivum (Trigo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Tipo: Frasco
Material: Plástico
Capacidade: 0,5 - 10 L
Tipo: Tambor
Material: Plástico
Capacidade:120 - 220 L.

INSTRUÇÕES DE USO

MAXPORT é um regulador de crescimento indicado para promover o crescimento e o desenvolvimento vegetal, o enraizamento e aumentar a produtividade das culturas de alface, algodão, arroz, café, cana-de-açúcar, cevada, citros, feijão, milho, soja, tomate, trigo e uva.

Observações

No Tratamento de Sementes, optar pelas maiores doses quanto menor for o tamanho médio das sementes em cada cultura; quanto maior forem as quantidades de sementes a serem utilizadas por unidade de área e/ou quanto maior for o nível de tecnologia de produção empregado e, consequentemente, a expectativa de produtividade. No Sulco de Plantio, optar pelas maiores doses quanto menor for o espaçamento entre linhas e/ou quanto maior for o nível de tecnologia de produção adotado e, consequentemente, a produtividade esperada. Nas Pulverizações Foliares, optar pelas maiores doses à medida que aumenta a expectativa de produtividade em consequência do maior nível tecnológico de produção adotado; quanto maior for o potencial de produtividade da cultivar a ser pulverizada e/ou quanto maior for o grau de desenvolvimento da cultura-alvo.

Equipamentos e Modo de Aplicação

Tratamento de Sementes: utilizar, preferencialmente, máquinas específicas para tratamento de sementes, cujas instruções de uso são fornecidas pelos seus fabricantes. Se não houver disponibilidade dessas máquinas, poderão ser usados também: tambores rotativos excêntricos ou betoneiras. Após tratadas, as sementes deverão ser armazenadas à sombra até o momento do plantio.
Sulco de Plantio: aplicar o produto, diluído em água, através de pulverização, no sulco de plantio, utilizando-se pulverizadores com bicos tipo leque (ângulo de 80? ou menor) fixados nas linhas de plantio das semeadoras ou das cobridoras e/ou plantadoras, no caso da Cana-de-açúcar. O volume de calda a ser utilizado dependerá da vazão dos bicos e da velocidade do trator. Para isso seguir as orientações do Engenheiro Agrônomo responsável.

Pulverização Foliar

Aplicação terrestre: utilizar pulverizadores manuais ou tratorizados dotados de bicos tipo leque ou cônicos. Para as culturas de Café, Citros e Uva, utilizar pulverizadores tratorizados munidos de pistolas ou turbo-pulverizadores. Para a cultura do Café também pode-se utilizar pulverizadores manuais. O volume de calda a ser utilizado dependerá do índice de enfolhamento, da altura e do diâmetro ou tamanho da copa das plantas no momento da aplicação, bem como da vazão dos bicos e velocidade de trabalho. Para isso, seguir as orientações do Engenheiro Agrônomo.
Aplicação aérea: por meio de aeronaves agrícolas, equipadas com atomizadores de tela rotativa (“Micronair”) ou com barras dotadas de bicos adequados à cultura-alvo e/ou às condições climáticas no momento da pulverização.
Volume de calda: o produto poderá ser aplicado tanto a baixo volume (5-50 L/ha) como a ultra baixo volume – UBV (< 5 L/ha);
Altura de vôo de 3 a 4 metros do alvo a ser pulverizado;
Temperatura do ar até 27? C;
Umidade relativa do ar mínima de 55 %;
Velocidade do vento entre 3 e 10 km/h.

Lavagem do equipamento de pulverização

Somente utilize equipamentos limpos e devidamente conservados. Após a aplicação do produto, realizar lavagem completa do equipamento.

Intervalo de Segurança

Não determinado em função da não necessidade de estipular o limite máximo de resíduo (LMR) para este ingrediente ativo.

Intervalo de Reentrada de Pessoas nas Culturas e Áreas Tratadas

Aplicação Foliar: 24 horas após a aplicação. Caso haja necessidade de reentrar nas lavouras ou áreas tratadas antes deste período, usar óculos de proteção, macacão de magas compridas, luvas de nitrila e botas.
Aplicação em sementes e no solo: Não há necessidade de observação de intervalo de reentrada, o produto se destina ao tratamento de sementes.
Limitações de uso: Os usos do produto estão restritos aos indicados no rótulo e na bula. Quando este produto for utilizado nas doses recomendadas, não causará danos às culturas indicadas.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

Não se aplica à Regulador de Crescimento Vegetal.