Bula Systhane WP

acessos
Myclobutanil
6594
Dow AgroSciences

Composição

Miclobutanil 400 g/L Triazol

Classificação

Fungicida
III - Medianamente tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Pó molhável (WP)
Sistêmico
Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
500 g.p.c./ha 500 a 700 L de calda/ha - 7 dias. 7 dias. Preventiva, ou 5 % de infecção nas folhas
Maçã Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Sarna da maçã
(Venturia inaequalis)
11 a 12 g p.c./100 L de água 700 a 1500 L de calda/ha - 7 a 15 dias. 14 dias. Preventivo ou curativo
Melão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
150 g.p.c./ha 300 a 1000 L de calda/ha - 15 dias. 7 dias. Preventiva, ou nível de infecção de 5 %
Uva Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Uncinula necator)
20 g p.c./100 L de água 700 a 1000 L de calda/ha - 10 dias. 7 dias. Preventiva, ou nível de infecção de 5 %

Sacos plásticos de 0,5; 1,0; 5,0; 10,0; 25,0 kg. Potes plásticos de 0,5; 1,0 e 2,0 kg. Tambores de fibras de 25 e 60 kg. Sacos hidrossolúveis de 72 e 120 g. Saco plástico ou plástico metalizado de 300 g contendo 05 saquinhos hidrossolúveis de 60 g cada. Saco plástico ou plástico metalizado de 600 g contendo 10 saquinhos hidrossolúveis de 60 g cada. Saco plástico ou plástico metalizado de 540 g contendo 03 saquinhos hidrossolúveis de 180 g cada. Saco plástico ou plástico metalizado de 900 g contendo 05 saquinhos hidrossolúveis de 180 g cada.

INSTRUÇÕES DE USO:

SYSTHANE WP é um fungicida sistêmico, do grupo químico dos triazóis, tendo como modo de ação a inibição da síntese de ergosterol.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:

BATATA: SYSTHANE WP deve ser aplicado preventivamente, quando a cultura da batata apresentar os primeiros sintomas da doença (5% de infecção nas folhas). As aplicações devem ser realizadas sempre que as condições climáticas forem favoráveis ao desenvolvimento da pinta preta (alta temperatura, alta umidade e chuvas sequenciais) e repetidas em intervalos de 7 dias ou quando o nível de infecção da doença nas folhas aproximar-se de 5% .

MAÇÃ: Condições ótimas de controle da sarna da macieira são obtidas quando SYSTHANE WP for aplicado preventivamente. SYSTHANE WP possui ainda uma atividade curativa (efeito curativo pós-infecção) e uma atividade erradicante (inibição de futuras produções de conídios quando aplicado sobre as manchas esporulantes).

Aplicação Preventiva:
Início: antes da floração - a aplicação para o controle da sarna da macieira deve ser iniciada no Estádio Fenológico "C" (pontas verdes) coincidindo com o período de 5 - 10 dias após a aplicação de quebra de dormência. Caso esta não seja realizada, observar somente o Estádio Fenológico. Não existe contra-indicação de aplicação de SYSTHANE WP durante o período da floração da macieira (Estadios E - G).
Após a primeira aplicação as demais devem ser repetidas num intervalo de 7 a 15 dias de acordo com o nível de infecção, histórico patológico da área e condições climáticas (umidade do ar, temperatura ambiente e período de molhamento). Para obter-se um efeito erradicante de SYSTHANE WP recomenda-se fazer duas aplicações num intervalo de 7 dias.

Aplicação Pós-Infecção:
SYSTHANE WP tem efeito curativo sobre a sarna da macieira, podendo ser aplicado sobre pomares onde já tenha ocorrido a infecção primária. Neste caso SYSTHANE WP inibe a esporulação ou desenvolvimento do micélio.
SYSTHANE WP pode ser aplicado até 96 horas após o início da infecção primária (chuvas contaminantes), propiciando uma maior flexibilidade e segurança no programa de aplicações para o controle da sarna da macieira.

MELÃO: SYSTHANE WP pode ser aplicado preventivamente ou quando o nível de infecção de oídio nas folhas, ramos e frutos atingir o nível de 5%. SYSTHANE WP possui uma atividade curativa e quando for aplicado sobre lesões já formadas (coloração branca e aspecto de pó), irá interromper o crescimento e desenvolvimento da doença.
As aplicações devem ser realizadas sempre que as condições climáticas forem favoráveis ao desenvolvimento do oídio (alta temperatura e alta umidade (orvalho), com período sem chuvas) e repetidas em intervalos de 15 dias ou quando o nível de infecção da doença nas folhas, ramos e frutos aproximar-se de 5%.

UVA: SYSTHANE WP pode ser aplicado preventivamente ou quando o nível de infecção de oídio nas folhas, brotos e cachos atingir um nível de 5%. SYSTHANE WP possui uma atividade curativa e quando for aplicado sobre lesões já formadas (coloração branca e aspecto de pó), irá interromper o crescimento e desenvolvimento das hifas e conídios do fungo, impedindo o avanço da doença para outras partes verdes da planta.
As aplicações devem ser realizadas sempre que as condições climáticas forem favoráveis ao desenvolvimento do oídio (alta temperatura e alta umidade (orvalho), com período sem chuvas) e repetidas em intervalos de 10 dias ou quando o nível de infecção da doenças nas folhas, brotos e cachos aproximar-se de 5%.

MODO DE APLICAÇÃO:

SYSTHANE WP está indicado para aplicações terrestres com pulverizadores costais, pulverizadores tratorizados e atomizadores.
SYSTHANE WP é rapidamente absorvido pela planta e após uma hora quase todo o produto já foi totalmente absorvido e translocado para o local de ação.
O volume de calda varia de acordo com a cultura, devendo ser aplicado em quantidade de água suficiente para uma cobertura completa e uniforme da planta.
Não aplicar o produto nas horas mais quentes do dia ou na presença de ventos fortes.

BATATA: As aplicações deverão ser feitas utilizando-se pulverizadores tratorizados com bicos cônicos ou de mangueira (estacionário) e ou pulverizador costal e com uma vazão de 500 a 700 litros de água por hectare, dependendo do desenvolvimento e do estágio da cultura.

MAÇÃ: Usar pulverizadores terrestres (atomizadores), costais, manuais ou motorizados. Manter os equipamentos bem regulados (pressão, números e tipos de bicos, ângulo de deposição, vazão), para que se possa obter uma boa proteção das folhagens e dos frutos.
Repetir a regulagem sempre que necessário ou no mínimo 1 vez durante o período de tratamento fitossanitário.
Utilizar um volume de calda de 700 a 1500 litros por hectare, de acordo com o porte ou tamanho das árvores, recomendando-se um volume de calda em torno de 1000 L/ha.

MELÃO: As aplicações deverão ser feitas utilizando-se pulverizadores tratorizados e ou pulverizador costal com bicos cônicos, com uma vazão de 300 a 1000 litros de água por hectare, dependendo do desenvolvimento e do estágio da cultura.

UVA: As aplicações deverão ser feitas utilizando-se pulverizadores tratorizados e ou pulverizador costal com bicos cônicos, com uma vazão de 700 a 1000 litros de água por hectare, dependendo do desenvolvimento e do estágio da cultura.

INTERVALO DE SEGURANÇA:

Batata, Melão e Uva: 07 dias
Maçã: 14 dias

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
(De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana - ANVISA/MS)

LIMITAÇÕES DE USO:

Fitotoxicidade:
SYSTHANE WP não é fitotóxico às culturas indicadas quando utilizado de acordo com os usos e doses recomendados.

Compatibilidade:
Não há evidências da existência de problemas de incompatibilidade com outros pesticidas ou fertilizantes normalmente utilizados.
Aplicações de Boro devem ser evitadas em mistura com SYSTHANE WP na embalagem hidrossolúvel.

Obs.:

Batata: pode ser observado uma pequena mudança na tonalidade da coloração (verde escuro) das folhas, sendo este, um sintoma comum em cultura de batata tratada por fungicidas da classe triazóis. Entretanto, este sintoma não resulta em nenhum prejuízo em termos de produção de tubérculos.

Maçã: o produto pode causar e/ou induzir “russeting” e não induz ou favorece o aumento da população de ácaros nos pomares.

DADOS RELATIVOS A PROTEÇÃO DA SAÚDE HUMANA:SYSTHANE PM por via oral, em dose única, é pouco tóxico, sendo a DL 50 para ratos de laboratório de 1870 mg/kg. Por via dérmica a DL 50 em coelhos é superior a 5000 mg/kg enquadrando-se também como pouco tóxico.No entanto, devido ao atrito mecânico gerado pela poeira da formulação, SYSTHANE PM é irritante quando em contato com os olhos. O produto também é irritante para a pele. Em contato com os olhos ou a pele siga as instruções contidas no item PRIMEIROS SOCORROS. MYCLOBUTANIL, ingrediente ativo do SYSTHANE PM, foi administrado a animais de laboratório para verificação de sua cinética. Este, após administração oral, é rápida e completamente absorvido. Sua metabolização é extensa, envolvendo a oxigenação do grupo butil de sua molécula.

Não é observado nenhum acúmulo em tecido ou órgão-alvo. Sua excreção é rápida e se dá principalmente pelas fezes e urina. Não foram observados quaisquer efeitos mutagênicos, teratogênicos, oncogênicos ou sobre a reprodução nos testes realizados.Todos os resultados demonstraram que quando SYSTHANE PM é utilizado nas culturas para as quais é indicado e de acordo com as instruções contidas no rótulo e na bula, nenhum efeito adverso sobre a saúde ocorrerá.

PRECAUÇÕES GERAIS: Não coma, não beba e não fume durante o manuseio do produto; Não utilize equipamentos com vazamentos; Não desentupa bicos, orifícios e válvulas com a boca; Não distribua o produto com as mãos desprotegidas.

PRECAUÇÕES NA PREPARAÇÃO DA CALDA: Use protetor ocular ou viseira facial, o produto é irritante para os olhos; Use luvas de borracha, o produto é irritante para a pele; Use avental apropriado e máscara apropriada.

PRECAUÇÕES NA APLICAÇÃO: Evite o máximo possível o contato com a área de aplicação; Não aplique o produto contra o vento; Use macacão de manga comprida, chapéu de abas largas, botas e luvas.

PRECAUÇÕES APÓS APLICAÇÃO: Não reutilize a embalagem vazia; Mantenha o restante do produto adequadamente fechado, em local trancado, longe do alcance de crianças e animais; Tome banho, troque e lave as roupas.

PRIMEIROS SOCORROS: Se atingir a pele: lave-a com água e sabão por, no mínimo 15 minutos e se houver sinais de irritação procure um médico levando a embalagem, o rótulo, a bula ou o receituário agronômico do produto. Se atingir os olhos: lave-os em água corrente, por no mínimo 15 minutos e se a irritação persistir procure um médico levando a embalagem, o rótulo, a bula ou o receituário agronômico do produto. Se ingerido: beba 2 copos de água e chame o médico. Não dê nada por via oral a uma pessoa inconsciente. Se inalado: remova a vítima para local fresco e arejado. Procure assistência médica levando a embalagem, o rótulo, a bula ou o receituário agronômico do produto.

SINTOMAS DE INTOXICAÇÃO: SYSTHANE PM pode causar irritação do nariz, da garganta e das vias respiratórias. Também pode causar irritação dos olhos e da pele.

TRATAMENTO MÉDICO: Uma descontaminação (lavagem) gástrica de toda a via digestiva, estômago e intestino, é recomendada após ingestão significante. Não há antídoto específico. O tratamento deve estar dirigido para as entidades clínicas citadas, somando-se àquele geral sintomático. Nota: As recomendações aqui contidas são o resultado das mais atualizadas experiências realizadas pela empresa aqui e no exterior. A responsabilidade pelo uso, armazenamento e manipulação do produto são do comprador.

PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE: Este produto é MUITO PERIGOSO (Classe II) ao meio ambiente. Este produto é ALTAMENTE PERSISTENTE no meio ambiente. É proibida a aplicação deste produto em áreas alagadas naturais. Evite a contaminação ambiental - Preserve a natureza. Não utilize equipamento com vazamentos. Aplique somente as doses recomendadas. Não lave as embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Descarte corretamente as embalagens e restos do produto - siga as instruções da bula. Em caso de acidente, siga corretamente as instruções constantes na bula.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO: Mantenha o produto em sua embalagem original. O local deve ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas ou outros materiais. A construção deve ser de alvenaria ou de material não comburente.O local deve ser ventilado, coberto e ter piso impermeável. Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO. Trancar o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principalmente crianças. Deve haver sempre sacos plásticos disponíveis, para envolver adequadamente embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados. Em caso de armazéns maiores deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843. Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES: Contate as autoridades locais competentes e a Empresa. Utilize o EPI (macacão de proteção, luvas e botas de borracha, óculos protetores e máscara contra eventuais vapores). Isole e sinalize a área contaminada. Em caso de acidente, siga as instruções:

Piso pavimentado: Recolher o material com o auxílio de uma pá e colocar em tambores ou recipientes devidamente lacrados e identificados. Remover para a área de descarte de lixo químico. Lave o local com grande quantidade de água;

Solo: Retirar as camadas de terra contaminada até atingir o solo não contaminado, e adotar os mesmos procedimentos acima descritos para recolhimento e destinação adequada;

Corpos d'água: interromper imediatamente o consumo humano e animal e contactar o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do recurso hídrico em questão e da quantidade do produto envolvido; Em caso de incêndio, use extintores de água em forma de neblina, CO2 ou pó químico ficando a favor do vento para evitar intoxicação.

DESTINAÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS E EMBALAGENS: As embalagens deverão ser enxaguadas três vezes e a calda resultante acrescentada à preparação a ser pulverizada (tríplice lavagem). Não reutilizar embalagens vazias. Observar legislação Estadual e Municipal específica. Fica proibido o enterro de embalagens em áreas inadequadas. Consulte o Órgão Estadual de Meio Ambiente.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

Qualquer agente de controle de doenças pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência. O FRAC-BR recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência visando prolongar a vida útil dos fungicidas:
· Qualquer produto para controle de doenças da mesma classe ou de mesmo modo de ação não deve ser utilizado em aplicações consecutivas do mesmo patógeno, no ciclo da cultura.
· Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula.
· Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.

Compatibilidade

Não se conhecem casos de incompatibilidade.