Bula Trifoli - Sinon

Bula Trifoli

CI
Flutriafol
4908
Sinon

Composição

Flutriafol 125 g/L

Classificação

Terrestre
Fungicida
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Sistêmico

Tambores (latões revestidos com epoxi): 1 L;
Tambores (plásticos): 5 e 20 L.

INSTRUÇÕES DE USO

O produto TRIFOLI é um fungicida sistêmico, do grupo químico dos triazóis, indicado para
aplicação por pulverização nas seguintes culturas: Café e Melão, e em aplicação localizada
na cultura de Café, conforme quadro no item abaixo.

MODO DE APLICAÇÃO

TRIFOLI é indicado para aplicação em mistura com água, e/ou óleo mineral.
Recomenda-se agitar a embalagem do produto antes do preparo da calda.

CAFÉ
Aplicação foliar: Aplicar o produto visando boa cobertura da planta evitando-se o
escorrimento. Utilizar atomizador motorizado costal ou tratorizado.
Aplicação via solo: Pulverizar o produto no solo com jato ou bico, dirigindo a aplicação sob
a projeção da copa, diluir o produto em 50ml de água por planta.

MELÃO
As aplicações devem ser terrestres, podendo-se utilizar equipamento costal ou equipamento
acoplado a tratores; barra ou pistola munida de bicos cônicos. Em ambos os equipamentos
devem ser utilizados as doses recomendadas, diluídas em água e aplicadas em alta vazão
(1000 litros de calda/ha), visando a completa cobertura das folhas.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Café (Aplicação foliar): 30 dias
Café (Aplicação no solo): 120 dias
Melão: 10 dias.


INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da completa secagem da calda (no
mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite entrar antes desse período, utilize os
EPI’s recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

Uso exclusivo agrícola.
O uso de produto está restrito as indicações da bula.
Se utilizado conforme as indicações da bula, não provoca danos as culturas indicadas.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de insetos (ex: Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado.

O uso sucessivo de fungicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo
alvo pode contribuir para o aumento da população de fungos causadores de doenças
resistentes a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e
consequente prejuízo.
Como prática de manejo de resistência e para evitar os problemas com a resistência dos
fungicidas, seguem algumas recomendações:
• Alternância de fungicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo G1 para
o controle do mesmo alvo, sempre que possível;
• Adotar outras práticas de redução da população de patógenos, seguindo as boas
práticas agrícolas, tais como rotação de culturas, controles culturais, cultivares
com gene de resistência quando disponíveis, etc;
• Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula
do produto;
• Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das
principais estratégias regionais sobre orientação técnica de tecnologia de
aplicação e manutenção da eficácia dos fungicidas;
• Informações sobre possíveis casos de resistência em fungicidas no controle de
fungos patogênicos devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade
Brasileira de Fitopatologia (SBF: www.sbfito.com.br), Comitê de Ação à
Resistência de Fungicidas (FRAC-BR: www.frac-br.org), Ministério da
Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).

Grupo G1 fungicida

O produto fungicida Trifoli é composto por Flutriafol, que apresenta mecanismo de ação da
C14-desmetilase na biossíntese de esterol (erg11/cyp51), pertencente ao Grupo G1,
segundo classificação internacional do FRAC (Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas).