Bula Zetaram WG - NomeFantasia>Sipcam Nichino</NomeFantasia>

Bula Zetaram WG

acessos
Oxicloreto de cobre
811
Sipcam Nichino

Composição

Clorotalonil 400 g/kg Carbonitrilas
Equivalente em cobre metálico 250 g/kg Inorgânico
Oxicloreto de cobre 420 g/kg Inorgânico

Classificação

Fungicida
I - Extremamente tóxica
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Granulado Dispersível (WG)
Contato, Protetor

Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Requeima
(Phytophthora infestans)
2 a 2,5 kg p.c./ha 400 a 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 8 aplicações em intervalos de 7 dias 7 dias Aplicar em caráter preventivo quando houver condições climáticas propícias para a ocorrência da doença ou imediatamente após detecção dos primeiros sintomas da doença
Feijão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum lindemuthianum)
1,5 a 2 kg p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 14 dias 14 dias Iniciar as aplicações preferencialmente de forma preventiva, a partir do estádio V3 (3 folhas expandidas, aproximadamente aos 20 dias após a emergência da cultura), e as demais aplicações na fase de pré e pós florada ou iniciar as aplicações imediatamente após detecção dos primeiros sintomas das doenças
Mancha angular
(Phaeoisariopsis griseola)
1,5 a 2 kg p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 14 dias 14 dias Iniciar as aplicações preferencialmente de forma preventiva, a partir do estádio V3 (3 folhas expandidas, aproximadamente aos 20 dias após a emergência da cultura), e as demais aplicações na fase de pré e pós florada ou iniciar as aplicações imediatamente após detecção dos primeiros sintomas das doenças
Tomate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
200 a 250 g p.c./100 L de água 400 a 1200 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias 7 dias Recomenda-se iniciar as pulverizações de forma preventiva, no início da frutificação da cultura
Requeima
(Phytophthora infestans)
200 a 250 g.p.c./ha 400 a 1200 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias 7 dias Recomenda-se iniciar as pulverizações de forma preventiva, no início da frutificação da cultura

Conteúdo: 0,02; 0,04; 0,05; 0,1; 0,2; 0,3; 0,5; 0,6; 0,15; 0,20; 0,25; 1,5; 2; 5; 9; 10; 11; 15; 20; 25; 30; 35; 36; 41; 43; 50; 60 e 70 Kg.

ZETARAM® WG é um fungicida protetor de contato, formulado a base de Oxicloreto de Cobre do grupo químico inorgânico e Clorotalonil do grupo químico isoftalonitrila, apresentado na formulação Granulado Dispersivel. Possui modo de ação multi-sítio, reduzindo a possibilidade de evolução da resistência dos fungos causadores de doenças.
MODO DE APLICAÇÃO:
PREPARO DA CALDA
Preencher metade do volume de água a ser aplicado no tanque de pulverização. Adicionar ZETARAM® WG na quantidade desejada e completar com água até o volume desejado. Manter agitação moderada e constante no tanque de pulverização durante o preparo da calda e a aplicação. Aplicar o produto imediatamente após preparo da calda.
VIA TERRESTRE
ZETARAM® WG pode ser aplicado de forma tratorizada ou mesmo com costal. No caso de aplicação tratorizada: Utilizar pulverizadores auto propelidos ou de arrasto com barra equipados com bicos de jato cônico vazio série D2 ou D3 / difusores adequados, ou modelos similares, de modo a se obter uma boa cobertura das plantas na pulverização. O tamanho de gotas indicado é de 200 a 600 micra, densidade de gotas de 50 a 70 gotas/cm² e pressão de trabalho entre 40 a 60 lb/poL². Volume de calda em aplicações terrestres: O volume de calda varia em função da tecnologia de aplicação, porte e estágio de desenvolvimento da planta.
CONDIÇÕES CLIMATICAS:
No momento da aplicação a umidade relativa do ar deve estar acima de 60% e ventos de até 10 km/h. Evitar aplicações nas horas mais quentes do dia. Tanto para pulverizações aéreas como terrestres a escolha do volume de calda e o tamanho de gotas a serem utilizados devem levar em consideração as condições climáticas, o stand e fase de desenvolvimento da cultura, conforme orientações do engenheiro agrônomo.
INTERVALO DE SEGURANÇA –
Batata ......................................................................................07 dias
Feijão .......................................................................................14 dias
Tomate......................................................................................07 dias
INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite de entrar antes desse período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.
LIMITAÇÕES DE USO
• Uso exclusivamente agrícola.
• Consulte sempre um Engenheiro Agrônomo.
• É obrigatório o uso do produto somente nas indicações constantes na bula.
• Evitar aplicação durante as horas mais quentes do dia.
• Evitar aplicação sob prenuncio de chuva.
• Não aplicar em plantas sob condição de estresse hídrico ou fitotoxicidade.
• Respeitar um período mínimo de 24 horas para realização da irrigação.
• Corrigir o pH da calda para permanecer entre 5,5 a 7,0 para uma boa performance do produto.
• Fitotoxicidade:
Não é fitotóxico para as culturas indicadas nas doses recomendadas.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Para o manejo integrado de doenças, recomenda-se a utilização de todas as técnicas apropriadas e disponíveis para a condução das culturas, no intuito de manter abaixo do nível de dano econômico a população de organismos nocivos aos cultivos, visando ainda, minimizar os efeitos colaterais deletérios ao meio ambiente. Dessa forma, dentre as técnicas disponíveis para o manejo integrado de doenças em culturas, tem-se: O Controle biológico; O uso de cultivares/variedades adequados para a região e quando possível o uso de cultivares/variedades com tolerância e/ou resistência a determinadas doenças; O Controle cultural (através do uso de rotação de culturas, época de semeadura adequada para o cultivo, uso de sementes de alta qualidade sanitária, destruição de restos culturais após a colheita, manter o cultivo livre de plantas daninhas, condução da lavoura através de adubação adequada e equilibrada, dentre outros); e Controle químico (através do uso de fungicidas devidamente registrados e recomendados para o controle de patógenos).

O uso sucessivo de fungicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população de fungos causadores de doenças resistentes a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e consequente prejuízo. Como prática de manejo de resistência e para evitar os problemas com a resistência dos fungicidas, seguem algumas recomendações:
• Alternância de fungicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo M1 e M5 para o controle do mesmo alvo, sempre que possível;
• Adotar outras práticas de redução da população de patógenos, seguindo as boas práticas agrícolas, tais como rotação de culturas, controles culturais, cultivares com gene de resistência quando disponíveis, etc;
• Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto;
• Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais sobre orientação técnica de tecnologia de aplicação e manutenção da eficácia dos fungicidas;
• Informações sobre possíveis casos de resistência em fungicidas no controle de fungos patogênicos devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira de Fitopatologia (SBF: www.sbfito.com.br), Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas (FRACBR: www.frac-br.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).

GRUPO M1 FUNGICIDA GRUPO M5 FUNGICIDA

O produto fungicida ZETARAM®WG é composto por uma isoftalonitrila, o Clorotalonil e um inorgânico, o Oxicloreto de Cobre, que apresentam mecanismos de ação Atividade de contato multi-sítio, pertencentes aos Grupos M1 e M5, segundo classificação internacional do FRAC (Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas), respectivamente.

https://www.agrolink.com.br/agrolinkfito/produto/zetaram-wg_8511.html Bula Zetaram WG - Sipcam Nichino segmentacaoTargetDFP.push({ 'segmentacao': 'classe_agronomica', 'valor': 'fungicida' });