DESVIO POSITIVO EM PROPRIEDADES RURAIS


DESVIO POSITIVO EM PROPRIEDADES RURAIS

Por:
469 acessos

O Desvio Positivo observado em desempenho econômico nas propriedades rurais.

Primeiro, para entender o que é Desvio Positivo, veja como surgiu este conceito:

“O Desvio Positivo é baseado na observação de que em toda comunidade há certos indivíduos ou grupos cujas estratégias e comportamentos incomuns os capacitam a encontrar soluções melhores que seus pares, enquanto têm acesso aos mesmos recursos e enfrentam desafios piores ou semelhantes. O enfoque no Desvio Positivo é baseado em recursos, resolução de problemas, e impulsionado pela comunidade, o qual capacita a comunidade a descobrir essas estratégias e comportamentos bem sucedidos, e a desenvolver um plano de ação para promover sua adoção por todos os envolvidos.” Site: The Positive Deviance Initiative

Desta forma, minha observação, em relação às propriedades rurais, nas mais diversas explorações agrícolas e pecuárias que mantém estabilidade econômica e financeira evidenciada pelos indicadores do DRE – Demonstrativo de Resultado e do Balanço Patrimonial, num universo, ou melhor, numa amostra de 220 propriedades rurais, sendo que os melhores resultados apresentados em 25% da amostra mantinham tais propriedades com a devida estabilidade econômica e financeira.

Surge então, para mim, as primeiras métricas econômicas e financeiras extraídas a partir dos indicadores do DRE e do Balanço Patrimonial para propriedades rurais.

INDICADORES DO DRE:

  • Lucratividade: Valor igual ou maior que 25% da Renda Bruta;
  • Custos: Participação dos Custos Fixos em % igual ou menor que 25% da Renda Bruta.
  • Margem Bruta: em valores que suportavam os CF e garantiam Lucratividade mínima de 25%.
  • Rentabilidade: Valor igual ou maior que 6%, sobre o Investimento Total.

INDICADORES DO BALANÇO PATRIMONIAL:

  • CAPITAL CURCULANTE LÍQUIDO: Valor positivo, num patamar de valor igual ou maior que o montante dos custos fixos do período;
  • INDICE DE LIQUIDEZ CORRENTE: Valor igual ou maior que R$ 1,50 para cada R$ 1,00 de dívida no curto prazo;
  • INDICE DE LIQUIDEZ GERAL: Valor igual ou maior que R$ 2,00 para cada R$ 1,00 de dívida, após, a multiplicação do índice gerado pelo prazo médio de vencimento das dívidas totais;
  • GRAU DE IMOBILIZAÇÃO: Valor igual ou menor que 80% do Ativo Total;
  • GRAU DE ENDIVIDAMENTO: Torna-se irrelevante perante as métricas acima.

Então, voltando ao assunto do DESVIO POSITIVO, para saber o porquê que algumas propriedades rurais se destacaram ou se destacavam em relação aos seus pares, pois, todas estando submetidas às mesmas condições de explorações, sujeitas às mesmas leis da natureza, às mesmas leis do mercado, às mesmas políticas agrícolas e creditícias.

Para tanto, todas as propriedades, da amostra, que estão nos 25% melhores resultados medidos pelos indicadores citados acima, mantêm as seguintes práticas de gestão e controles:

  • Fluxo de caixa equilibrado, ou seja, receitas e despesas compatíveis, controle das contas a pagar e receber;
  • Custo de Produção:  Planilha de Custos para produzir. Ou seja, sabem e mantém sob controle todos os custos de produção (Variáveis e Fixos) para cada atividade, comparando com a informação de custo fornecido pelas entidades vinculadas; buscando saber se está mais ou menos competitivo;
  • Identificam os demais custos indiretos da estrutura da propriedade.
  •  Ambiente de trabalho sempre limpo e organizado, e a equipe de trabalho sempre à ordem.
  • Análise periódica dos chamados exames de “check-up”, identificando alguns indicadores importantes através de um balanço financeiro, identificando o grau de liquidez, nível de endividamento e demonstrativo de resultados.

Sob a ótica da gestão é que identificamos o DESVIO POSITIVO em propriedades rurais que estão ou são saudáveis econômica e financeiramente, diante do grande paradoxo que estamos vivendo, pois produz-se cada vez mais e melhor, a cada ano os indicadores de produção agropecuária nacional aumentam e não se observa o mesmo nível em desempenho econômico e financeiro nas propriedades rurais.

Portanto, Plantar, Criar e Controlar, esta é a Lei, para as propriedades rurais virtuosas!

Os produtores rurais virtuosos sabem que tão importante é PLANTAR com as melhores técnicas Agrícolas, CRIAR com as melhores práticas Zootécnicas e CONTROLAR com as melhores ferramentas de controles.

Uma boa gestão compreende este tríplice aspecto, eis o DESVIO POSITIVO para as propriedades rurais.

Rogério de Melo Bastos

www.praxiagro.com.br


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink