Pelé e Coutinho, Tereza Cristina e Paulo Guedes: um gol na economia

Pelé e Coutinho, Tereza Cristina e Paulo Guedes: um gol na economia

Por:
682 acessos

Por José Luiz Tejon Megido, mestre em Educação Arte e História da Cultura pelo Mackenzie, doutor em Educação pela UDE/Uruguai e membro do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS).

Precisamos de duplas de trabalho que joguem competentemente no país. Recentemente, faleceu, infelizmente, o grande centroavante Coutinho, que ao lado de Pelé, fizeram a melhor dupla de ataque da história do futebol mundial: Pelé e Coutinho. 

Agora, precisamos urgentemente de duplas fantásticas para dar uma virada no país. Os dados apontam para uma década perdida, esta última, na qual talvez não passemos de um crescimento de apenas 1% ao ano. Precisamos crescer nos próximos cinco anos a um objetivo de 4% ao ano para chegarmos a um PIB de 2 trilhões e meio de dólares, minimamente. Dessa forma, que venham os novos 'Pelés' e 'Coutinhos' do país. 

O Presidente, Jair Bolsonaro, e o Presidente da Câmara, Rodrigo Maia: bola na marca do pênalti, foco na reforma da previdência. Ministro Sérgio Moro e presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli: foco na segurança e nos crimes de corrupção.

Mas aí vem o x da questão – e que se não ocorrer, não iremos chegar aos 4% de crescimento da nossa economia – a dupla de ataque fundamental do país: a união do ministro da Economia, Paulo Guedes, formando tabelinha para o crescimento do país com Teresa Cristina, Ministra da Agricultura. 

Esses dois ministérios reunidos significam camisa 9 e camisa 10 da economia do país, pois envolvem todas as cadeias produtivas do agribusiness, desde a indústria que forma a ciência e a tecnologia, passando pelos produtores rurais, seguindo na indústria de agregação de valor e processamento das matérias-primas originadas nos campos, indo ao comércio  e serviços, que reunidos formam na pior das hipóteses 1/3 do PIB brasileiro, com cerca de 500 bilhões de dólares. 

A dupla do crescimento brasileiro envolve Paulo Guedes e Tereza Cristina, pois reúnem todas as cadeias produtivas do antes, dentro e pós-porteira das fazendas. No meio de campo, presidente Bolsonaro e Rodrigo Maia com foco na Reforma da Previdência, e na defesa o judiciário e Polícia Federal, com Moro e Dias Toffoli. 

A hora do novo agronegócio, e que a Sociedade Civil Organizada, as Confederações Nacionais Empresariais se unam e se reúnam para um plano ao lado das duplas do sistema público. 

Ministra Tereza Cristina e ministro Paulo Guedes são camisas 9 e 10 da nossa seleção…pra marcar gol.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink