Plantas doentes

Plantas doentes

Por:
118 acessos

As plantas também ficam doentes, não apenas pelo ataque de agentes patógenos externos, como fungos, vírus ou bactérias, mas por deficiência de micro elementos, o que se pode avaliar pelas duas fotos abaixo. Os sintomas de deficiências as plantas exibem de forma clara.

Os seres humanos, da mesma forma, também apresentam doenças ou problemas físicos por deficiências (ou excessos) dos mesmos micro elementos que faltam nas plantas.

A maneira correta de curar as plantas é através da aplicação de fertilizantes contendo os minerais que se encontram ausentes nas plantas, indicados através de exames laboratoriais, a análise foliar, enquanto os humanos e animais apresentam esses resultados através de exames de sangue, mais conhecidos como Perfil Bioquímico. No caso dos humanos as deficiências são corrigidas através de suplementos vitamínicos, os mesmos que são usados nos fertilizantes foliares para as plantas.

Outra maneira de corrigir nossas deficiências é consumirmos alimentos ricos nos nutrientes apontados nos exames que realizamos, pois os nossos solos são pobres em alguns minerais e nutrientes. [

Ou seja, é evidente que a química comanda nossa vida no planeta, seja vida animal, humana ou vegetal.

Portanto, ser contra o uso de fertilizantes na agricultura, por exemplo, é um equívoco em comparação ao pensamento lógico e sensato, como fazem alguns críticos do uso de fertilizantes na agricultura. 

O equilíbrio natural da vida seria os humanos alimentarem-se de plantas saudáveis, que contenham os elementos minerais e vitamínicos disponíveis, para repor as necessidades, de humanos e de animais, o que tornaria desnecessário o uso de vitaminas sintéticas produzidas em laboratórios farmacêuticos e vendidos nas farmácias a preços exorbitantes. 

De outro lado, essa reposição de vitaminas é quase impossível de ser feita por alimentos rotulados como "orgânicos", pois não recebem suplementação de vitaminas e micro elementos, ou melhor, aplicação de fertilizantes, e são adubados por restos orgânicos das mais diversas fontes, inclusive resíduos animais, através de compostagens nem sempre feitas de forma correta para que não venham a contaminar humanos e animais com patógenos indesejáveis. Resultado: as plantas apresentam deficiências vitamínicas e de micro elementos. E podem trazer problemas.

Nos EUA, em 2018, por exemplo, centenas de pessoas foram contaminadas pela bactéria E.coli presente em espinafre orgânico vendido nas embalagens em latas, sendo que a E.Coli era proveniente de adubações feitas com resíduos de bovinos cuja compostagem foi mal feita em alguma fazenda que plantou espinafre, e sem usar fertilizantes minerais.

Antes disso, em 2016, milhares de pessoas foram contaminadas por Salmonela e também pela maledeta da Escherichia coli na Europa inteira, por contaminação encontrada em broto de feijão produzido numa fazenda de produtos orgânicos na Holanda. Dezenas de pessoas morreram.

É importante esclarecer que essas duas bactérias vivem nos intestinos de humanos e animais, mas se elas "escapam" desse meio ambiente para outros órgãos, como rins, fígado, pulmões, ou quando presentes no sangue humano e animal, tornam-se patógenos extremamente agressivos, invariavelmente levando à morte os seres que contaminam. A razão disso está no uso indiscriminado e incorreto de antibióticos de todos os tipos utilizados para combater infecções simples como ferimentos na pele, dores de garganta ou gripes e resfriados. O uso contínuo dos antibióticos alcança as salmonelas e as E. coli nos intestinos de humanos e animais, porém com doses insuficientes para matá-las, mas tornam essas bactérias resistentes a quase todos os antibióticos, e que se transformam então em agentes letais quando escapam de seu habitat para outros órgão. 


 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink