Infocafé de 11/09/19

Infocafé

Infocafé de 11/09/19

N.Y. finalizou a quarta-feira em alta
Por:
14 acessos

N.Y. finalizou a quarta-feira em alta, a posição dezembro oscilou entre a mínima de -0,20 pontos e máxima de +3,10 fechando com +1,80 pts.

O dólar fechou em queda de 0,72%, cotado a R$ 4,0653. Os mercados internacionais esperam a reunião do Banco Central Europeu (BCE) na quinta-feira e do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) na semana que vem. Em ambos os casos, a expectativa é por cortes nas taxas de juros. Além disso, a sinalização de avanços nas conversas entre China e Estados Unidos também deixam o clima mais ameno no exterior. Além disso, a sinalização de avanços nas conversas entre China e Estados Unidos também deixam o clima mais ameno no exterior.

As exportações brasileiras de café caíram em agosto na comparação com o mesmo mês do ano passado, mas o resultado foi positivo no acumulado dos oito primeiros meses deste ano. É o que mostram os números divulgados nesta terça-feira (10/9) pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) e incluem café em grão, torrado e moído e solúvel. Os embarques em agosto somaram 3,208 milhões de sacas de 60 quilos, queda de 9,5% em relação ao mesmo mês em 2018. Ainda assim, foi o segundo melhor resultado para o mês nos últimos cinco anos, atrás justamente do volume embarcado em agosto do ano passado, que foi de 3,544 milhões de sacas. O faturamento foi 19,2% inferior na mesma comparação: US$ 398,42 milhões.

O preço foi 10,8% menor, com a saca valendo, em média, US$ 124,18. As exportações de café em grão somaram 2,893 milhões de sacas de 60 quilos no mês passado, retração de 8,5% em comparação com agosto de 2018. Os embarques da variedade arábica foram de 2,431 milhões de sacas e os de robusta foram de 461,683 mil sacas. No industrializado, foram 314,637 mil sacas de 60 quilos, sendo 313,807 de solúvel e 830 de torrado e moído. No acumulado de janeiro a agosto deste ano, os exportadores de café embarcaram 26,99 milhões de sacas de 60 quilos, 30,8% a mais que no mesmo período no ano passado. De acordo com o Cecafé, foi o melhor resultado para os oito primeiros meses nos últimos cinco anos.

O recorde anterior tinha sido registrado de janeiro a agosto de 2015, quando foram embarcados 23,549 milhões de sacas. A receita acumulada de janeiro a agosto foi de US$ 3,367 bilhões, alta de 7,3% em comparação com o mesmo intervalo em 2018. Um resultado que foi obtido mesmo com a queda de 17,9% no preço, com a saca valendo US$ 124,78 na média. (veja quadro abaixo). As remessas de café em grão totalizaram 24,320 milhões de sacas de 60 quilos no período entre janeiro e agosto, aumento de 33,5% a mais que no intervalo em 2018. Foram 21,620 milhões de sacas de arábica e 2,699 milhões de robusta. O volume de café industrializado somou 2,669 milhões de sacas, sendo 2,656 milhões de solúvel e 13,089 mil de torrado e moído.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink