Milho sobe também no mercado internacional
CI
COTAÇÕES

Milho sobe também no mercado internacional

A atividade no Brasil permaneceu limitada
Por: -Leonardo Gottems

O preço do milho está subindo também no mercado internacional, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Nos mercados à vista, a demanda continuou limitada, sem novos avisos de vendas de exportação para os EUA, apesar da China ter comprado cerca de 500.000 toneladas de soja ontem”, afirma. 

“No  Golfo,  as  ofertas  premium  para  fevereiro estiveram  estáticas,  com  a  primeira  metade  do  mês sendo oferecida a 110 c/bu sobre os futuros de março e para a segunda metade do mês a 105 c/bu. E no PNW eles ficaram igualmente inalterados em 132 c/bu  sobre  os  futuros  de  maio  para  embarque  em maio, sem indicações anteriores vista”, indica. 

A atividade no Brasil permaneceu limitada, sem indicações vistas antes de julho, e as ofertas para julho estáveis em 97 c/bu contra nenhuma oferta clara. “Na Argentina, as ofertas para  fevereiro caíram 5 c/bu para  145  c/bu  sobre o  março futuro  sem ofertas claras”, completa. 

“No Mar Negro, uma proposta oficial do ministério da agricultura russo chegou às manchetes nesta quarta-feira, informando que uma tarifa de exportação de € 25/t será implementada para o milho e de € 10/t para a cevada. A tarifa está prevista para ser introduzida a partir de 15 de março e cobre todas as exportações dentro da cota de grãos de 17,5 milhões de toneladas  que estará em vigor até então. Na  Ucrânia,  os  preços  do  milho  subiram  significativamente,  com  ofertas  chegando  a  US$  265/t,  enquanto  os lances aumentaram para US$ 258- $ 260/t FOB HIPP”, conclui a TF Consultoria Agroeconômica. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink