Soja: negócios parados na Região Sul

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
COTAÇÕES

Soja: negócios parados na Região Sul

No Paraná foi visto outro dia sem negócios, com preços parados
Por: -Leonardo Gottems

O mercado da soja no estado do Rio Grande do Sul segue bastante volátil com oscilações para cima na bolsa de Chicago e para baixo no dólar, os prêmios também contaram com novas quedas, assim como os futuros mais próximos. As informações foram divulgadas nesta manhã pela TF Agroeconômica. 

“Futuro  de  junho  foi  cotado  a  R$180,00  como  pode  ser visto na tabela ao lado, futuro de final de julho a R$182,00 e por fim o futuro de Agosto a R$184,00, o único que de fato  sofreu  quedas  foi  o  mais  próximo,  futuro  de  junho que cotou nesta quinta-feira 1,37% mais baixo do que a indicação anterior”, comenta a consultoria. 

Em Santa Catarina, os preços caem um pouco, com 1.000 toneladas negociadas. “A soja catarinense finalmente andou um pouco a bons valores, os preços contaram com uma leve queda, no entanto isso não os colocou em patamar de baixo, as 1.000 toneladas vendidas foram negociadas a R$179,50, valor em que fechou  os  preços  de  maio  no  porto  de  São  Francisco  do  Sul,  os  valores  de  junho  fecharam  R$1,00  mais  caros,  a R$180,50”, completa. 

No Paraná foi visto outro dia sem negócios, com preços parados. “Com os valores altos a R$180,00 FOB, para pagamento no final de maio no porto de Paranaguá, compradores que esperam uma diminuição nos preços não buscam comprar, mas mais relevante do que isso é  que vendedores que esperam valores ainda mais altos também não buscam vender. Esse cenário de inconstâncias no mercado de soja tem afetado muito os  negócios, todos  estão na  defensiva e devem  assim  permanecer  até  que  seja  necessário comprar  ou  até  o  segundo  semestre  onde  os  preços devem voltar a subir”, indica. 

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink